Disputa de cabo de guerra foi uma das atividades que integrou e divertiu os participantes

Crianças e adultos tiveram uma sábado de muita diversão em São José do Sul com a primeira edição dos Jogos da Primavera. O evento foi realizado na DCor Antúrios, empreendimento integrante do circuito turístico Caminho do Coração, e contou com a presença de pessoas de municípios do Vale do Caí e também da Região Metropolitana. Com música medieval, barraca com artesanato e produtos coloniais oriundos de outras propriedades integrantes do circuito turístico e jogos esportivos medievais e germânicos, a animação foi garantida.

Milton se reencontrou com a funda depois de cerca de 45 anos

Uma das pessoas que aproveitou o momento foi Milton João Bock, 64 anos. Ele é natural de Montenegro, mas mora há anos em Porto Alegre. No evento deste sábado, reencontrou uma velha conhecida: a funda. “Quando eu era guri brincava de funda, depois nunca mais (atirei com ela)”, recordou enquanto calculava que estava aproximadamente 45 anos sem atirar com uma funda. “Já que tinha, queria experimentar. Acertei uma lata e no meio do coração”, ressaltou, salientando sua pontuação.

Nicolas veio de Canoas com os pais para se divertir no meio da natureza

Foi também na funda – e em outras atividades – que Nicolas Sperb, 14 anos, se divertiu. Morador de Canoas, ele foi ao evento com os pais, que foram convidados por um amigo. “Gosto de atirar com funda, meu dindo tem um sítio onde praticávamos”, contou. Hoje morando em um apartamento, ele disse que sentia falta da oportunidade de brincar ao ar livre e ressaltou outro ponto do evento: o local não contava com rede wi-fi de internet. “Isso é bom, assim a gente aproveita a natureza e os jogos”, declarou.

Mariana fez ilustrações e também participou do tiro ao alvo com arco e flecha

A designer gráfico Mariana Szupszynski, 19 anos, estava participando do evento como ilustradora, pintando retratos na hora, mas também aproveitou para participar de outras atividades. No seu caso, a predileta foi o arco e flecha. “Eu costumava atirar com amigos, mas fazia bastante tempo que não atirava”, revelou. Presença constante em festivais medievais, ela gosta de ir a caráter nesses eventos e aprovou a iniciativa realizada em São José do Sul. “Está muito legal, o lugar é super bonito”, destacou.

Proprietário da DCor Antúrios, Pedro Ivo Hartmann Filho disse que espera um aumento de público no evento que deve ser realizado ano que vem. “É o primeiro evento aqui e quem veio está aproveitando e se divertindo, esse era a ideia principal”, observou. Conforme Marelise Griebeler, autora do livro “Além do grande quadro: caminho do coração”, a ideia era celebrar a chegada da Primavera e, assim, celebrar também a vida e a natureza. “Hoje, parece que isso passa despercebido”, comentou ao observar que povos antigos realizavam festejos para chegada dessa estação.

Deixe seu comentário