JBS, produção, demissões, carne fraca
Ideia é manter equipes para quando as exportações forem retomadas

A direção da multinacional do setor alimentício anunciou hoje que não haverá demissões em virtude do impacto da operação Carne Fraca, deflagrada na semana passada pela Polícia Federal (PF). Havia apreensão entre os trabalhadores após a decisão de suspender a produção de carne bovina em quase todas as unidades pelo Brasil. A JBS emprega mais de 125.000 pessoas no país.

Na visão de um executivo de alto escalão, o pior momento da crise já passou. A tranquilidade veio após Chile, China e Egito anunciarem a liberação de importação da carne brasileira. A decisão, no entanto, deixa de fora as 21 unidades investigadas. A retomada das exportações deve iniciar em breve, e desligamentos de equipe agora comprometeriam a produção futura.

Deixe seu comentário