Agricultores têm realizado mutirões para reparar suas estradas

Agricultores abdicaram dos seus afazeres para fazer serviço de roçada e tapa-buracos na via

Moradores do interior de Montenegro abriram mão do seu descanso e dos afazeres da roça para realizar a manutenção da estrada que liga comunidades. Na manhã de sábado, 30, eles deixaram de usar suas ferramentas e veículos em suas propriedades, para realizar o trabalho na estrada que liga as localidades de Bom Jardim, Sobrado e Serra Velha.

Além do tapa-buracos, mato foi roçado para que os galhos não danifiquem veículos

Valdeni da Mota tem 63 anos e foi um dos moradores que participaram da ação e conta que, devido à situação da estrada, é comum o circular não ir até a comunidade de Sobrado, onde ele mora. “Tem ônibus só quarta-feira, e quando chove ele não vem. Daí, se a gente depende de ir a Montenegro tem que ir lá pra Muda Boi, são sete quilômetros a pé, para pegar o ônibus”, relata. Essa semana o ônibus foi até a comunidade, mas já não encontrou passa

Condições da ligação Bom Jardim/ Sobrado são péssimas em alguns pontos

Os agricultores trabalharam durante toda a manhã em um mutirão para tapar os buracos da estrada e roçar o mato nas laterais. “Tem micro [ônibus] colegial grande e é ruim, pois carros pequenos já estão ruins de passar”, aponta o agricultor Valdeni da Mota Filho. “Os colonos se uniram porque se não, amanhã ou depois vamos ter que sair de trator ou de carro de boi”.

800 metros de estrada transversal foi patrolada e recebeu brita após muitos pedidos dos moradores

De acordo com os moradores, os problemas da estrada, além de gerar prejuízos com

Seu Valdeni da Mota tem 63 anos e foi um dos moradores mobilizados no sábado

estragos nos veículos de quem reside nas localidades, afeta a produção local. “O leiteiro vem com caminhão grande, e vem pegando esses brejos. Ele já reclamou muitas vezes para nós e já chamamos à prefeitura, mas nada foi feito, então viemos fazer”, afirma o agricultor Francisco Daniel Santos da Motta, 29.

Ele conta que já precisou trocar duas vez os amortecedores do seu carro, além de ter a lataria toda arranhada por conta dos galhos que invadem a pista. “Essa semana eles vieram fazer a manutenção em uma estrada, de tanto que eu incomodei. Mesma coisa é essa estrada, que eles não roçam e nem patrolam”, relata Valderi Pedro da Mota, 31.

Valderi conta que, por causa das condições da estrada, ele e os vizinhos já tiveram inúmeros prejuízos

Na sexta-feira a prefeitura realizou a manutenção de um trecho de cerca de 800 metros, uma transversal de acesso às residências, após solicitação de um agricultor. O trabalho, segundo moradores, ficou bem feito. Mas há partes da via que não recebem manutenção há anos.

Deixe seu comentário