Hoje, no Seminário Phytus pela Internet, a empresa ConnectFarm fala sobre tecnologia no meio da plantação. Foto: Arquivo da ConnectFarm

Termos como inteligência artificial ganharam popularidade nos últimos anos, principalmente por conta das redes sociais, e têm sido decisivos nos mais diversos campos da economia. Essas tecnologias também se mostram muito eficientes na agricultura, onde sua aplicação aumenta a produtividade e a sustentabilidade do campo.

Essa eficácia no dia a dia das lavouras é alcançada por meio de ferramentas de dados capazes de auxiliar em tarefas como análise do clima, estratégias de plantio das culturas e medição do desempenho por lote de terra. Avanços que serão ainda mais decisivos na próxima década, quando o aumento populacional do planeta demandará muito do Setor Primário.

“Os dados se tornaram o novo universo do agro. Eles transformam a compreensão dos processos produtivos, mudando expressivamente as consultorias e fazendas”, afirma o engenheiro agrônomo Rodrigo Dias. Ele é o CEO da ConnectFarm, uma empresa especializada em inteligência de dados focado no agronegócio.

Ele aponta que, em 2030, o mundo terá 8,3 bilhões de pessoas, em um crescimento que exigirá uma maior produção de alimentos. “Além disso, será necessário 50% mais disponibilidade de energia e 30% mais água, o que obrigará uma produção mais sustentável”, afirma Dias, principal palestrante no , V Seminário Phytus. O evento ocorre entre os dias 30 de junho e 2 de julho, com transmissão pela internet.

Tecnológicas soma-se aos fatores de produção
Em sua explanação, o engenheiro apresentará as soluções desenvolvidas pela ConnectFarm, que integra tecnologia com os fatores de produção, buscando ampliar a produtividade, otimizar recursos e maximizar a rentabilidade. “Criamos um algoritmo capaz de analisar ‘big data’ e entregar cerca de 15% mais em produtividade”, destaca.

Um dos projetos da empresa é o Índice de Gestão Ambiental, baseado em um algoritmo que interpola atributos do solo, das plantas e do ambiente. O sistema melhora a inteligência à medida que aumenta sua base de dados, permitindo uma recomendação mais assertiva para cada ambiente da fazenda.

Inscrições para o seminário
– gratuitas e podem ser feitas em http://seminario.elevagro.com/

Deixe seu comentário