Lagoa Vermelha já havia decretado situação de emergência após granizo no dia 17. Foto: Prefeitura de Lagoa Vermelha

Este dia 30 é o quinto seguido com temporais no Rio Grande do Sul, que inclusive nesta madrugada castigaram a cidade de Lagoa Vermelha – no Norte – com ventos de 130 km/h. O vendaval derrubou árvores e postes da rede de energia elétrica e danificou a cobertura de centenas de casas, duas semana após uma chuva de granizo que acabou levando a condenação (demolição) de 11 moradias.

Houve também registro de temporais em cidades do Noroeste do Rio Grande do Sul. Pois nesta quinta-feira as precipitações se concentram na Metade Norte gaúcha, como informa hoje a Metsul; após volumes muito altos de chuva terem sido registrados – desde o começo da semana – no Centro, Sul e parte do Leste gaúcho.

Ante a sequência de dias chuvosos e de tempestade, muitos perguntam: quando para a chuva? A resposta da meteorologista Estael Sias, em vídeo no Youtube, é que isso não acontecerá tão cedo. A previsão é de intempéries até a metade da próxima semana (quarta-feira, dia 6). Todavia, isso não significa que chove todos os dias e em todas as regiões. Como, por exemplo, nesta sexta-feira, dia 1º, quando será registrado sol entre nuvens e temperaturas na casa dos 30 graus.

O cenário se repete no sábado, mas quando já existe risco de novos temporais. Entre domingo e terça-feira, dia 5, a chuva volta forte, mas desta vez concentrada entre Centro e Norte do estado. Ainda não há previsão concreta de longos períodos de sol.

Compartilhar

Deixe seu comentário