A população pode acompanhar a sessão através do Facebook, na página da Câmara de Vereadores de Montenegro ou Youtube

Acaba de iniciar a primeira sessão on-line da Câmara de Vereadores de Montenegro. Marcada para às 17h, a reunião atrasou e, por videoconferência, os parlamentares iniciaram a votação do projeto de lei que ratifica o decreto de calamidade pública assinado pelo prefeito Kadu Müller no dia 23 de março, por conta da pandemia do novo coronavírus (a Covid-19). No ofício que acompanha a matéria, o chefe do Executivo salienta que a atual situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença no Município.

Em lugares diferentes, essa é a primeira vez que os parlamentares realizam a sessão no formato digital. A mudança segue as orientações da saúde em relação ao distanciamento social, que serve para todo população. Na sessão, o texto dispensa o atingimento dos resultados fiscais previstos na legislação orçamentária deste ano e prorroga os vencimentos dos impostos municipais, como IPTU e ISSQN. Na prática, a lei vai permitir ao prefeito o remanejamento de verbas para atender às demandas da saúde e da assistência social geradas pelo enfrentamento da Covid-19.
A população pode acompanhar a sessão através do Facebook, na página da Câmara de Vereadores de Montenegro ou Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=FFc1-C7nmK4&feature=youtu.be

Deixe seu comentário