BOMBEIROS resgataram 20 animais que eram abrigados, no bairro Centenário

Márcia Beatriz Bastos, a ‘Bia’ como é conhecida em Montenegro, teve a residência atingida por um incêndio. O fogo começou por volta do meio-dia desta segunda-feira, 6. Graças a atuação dos Bombeiros Militares, 20 cães que eram abrigados no numeral 85 da rua Ponta Negra, no bairro Centenário, resgatados com vida. Agora, Bia precisa de ajuda para encontrar um novo lar para os animais.

A suspeita é que um curto-circuito tenha provocado as chamas. Assim que foram acionados pelo telefone de Emergência 193, a guarnição deslocou para a ocorrência. Inicialmente, houve o temor que Bia estivesse dentro do imóvel, mas a hipótese foi descartada quando ela surgiu em frente à casa.

Mesmo com todo o empenho da equipe, não foi possível evitar que a habitação fosse devastada pelas labaredas. “A residência tinha muito material; roupas, vários itens em grande quantidade. A gente retirou mais de 20 cães da casa”, informou o soldado Ricardo Viegas de Mattos. Também participaram da operação os soldados André Luís de Oliveira, Daniel Silveira e Leonardo D’Ávila.

Alguns cães ficaram escondidos embaixo de móveis, o que dificultou ainda mais o serviço dos militares. Assustados, os cães chegaram a morder seus salvadores. Graças ao uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), nenhum bombeiro se feriu.

Bia ficou desorientada com a situação. “Minha preocupação é com eles”, disse, referindo-se aos animais. “Eu preciso que alguém me empreste uma casa com pátio fechado para deixar eles lá. Eu cuido deles. Só preciso do lugar”, pede, a quem puder ajudar.

Muitas pessoas estiveram no local e se prontificaram a auxiliar. Um dos cães precisou ser levado para atendimento com veterinário, e a voluntária Claudete Eberhardt providenciou ajuda. Contudo, Bia não quer separar os animais. “Eles tem que ficar juntos”, enfatiza.

Saiba como ajudar

A casa de Bia ficou sem condições de habitação. Ela perdeu móveis, roupas, alimentos e tudo que havia no local. Embora sua maior preocupação seja em dar uma nova casa aos cães, ela também precisa de ajuda. Interessados em contribuir com doações podem entrar em contato pelo telefone 51 9 9928 9983.

Os amigos de Bia também estão promovendo uma campanha online para ajudá-la. Uma Vakinha foi criada com o objetivo de arrecadar dinheiro para suas despesas. Para contribui é preciso entrar na página http://vaka.me/1052895.

Um texto publicado junto ao pedido de ajuda justifica a demanda: “Na cidade, a prefeitura não possui nenhum espaço e nem tão pouco ajuda financeira para estes casos. Desde 1998 atuando como protetora, Bia já recolheu 42 cavalos em estado deplorável de maus-tratos. Com 30 recuperados, hoje 5 se encontram para adoção. Já cães, ela não sabe mais quantos foram ao longo destes 22 anos. Hoje tem sob sua responsabilidade e sustento 52 pets.

A Bia trabalha dia e noite, tira da sua própria boca, para poder alimentar e cuidar todos estes animais. Por isso, pedimos sua ajuda e colaboração! Ela precisa de ajuda para sustentar esses animais, para que daí possa cuidar também de si, pois está passando necessidades. Já temos amigos que pagarão água, luz, gás, cesta básica e produtos de higiene.”

Deixe seu comentário