Veículo ficou submerso após cair de ponte sobre o rio Urubucaru. Foto: PRF

Estrada. Caminhão com lenha se perdeu após curva e caiu de uma ponte

Faltavam apenas dois quilômetros para Julio César Silva Maia chegar ao seu destino, em Vitória das Missões. Mas, em uma curva do km 526 da BR-285, o montenegrino de 53 anos perdeu o controle do Ford Cargo, se chocou ao guarda-corpo da ponte sobre o rio Urubucaru e mergulhou com a carga de lenha.

O veículo ficou totalmente submerso e o Corpo dos Bombeiros, vindo de Santa Maria, fará o resgate somente na primeira hora desta sexta-feira.

Julio César Silva Maia estava nesse trajeto há três meses Foto: Arquivo Pessoal

Essa dificuldade criou um cenário de incerteza, pois a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Ijui não falava em morte no acidente. Da mesma forma, a corporação não confirmava as placas como sendo de Montenegro. Essa hipótese foi alcançada através do cruzamento de informações e imagens de câmeras de segurança.

Todavia, em Montengro a família de Maia já lamentava a tragédia, ocorrida por volta das 1h30min. Uma de suas filhas, Julia Maia, informou a respeito da hipótese de ter faltado freio no veículo, o que a PRF também não confirma. Maia viveu nas estradas por mais de 25 anos e há três estava neste emprego, onde, segundo a filha, trabalhava sem Carteira assinada. E nos últimos três meses, essa rodovia onde ocorreu o acidente fazia parte de sua rotina.

Logo, ele conhecia suas curvas e pontos perigosos. Ele era morador antigo do bairro Santo Antônio. “Ele era um homem bom. Trabalhador! Não fazia mal a ninguém”, declarou Julia. Ele estava solteiro e deixou três filhos – duas nulheres e um homem – e cinco netos, dois quais dois são bebês e sequer terão a oportunidade de conhecê-lo. “Nosso eterno guerreiro. Presente de Deus!”, finalizou a filha.

Deixe seu comentário