O CRIME foi o segundo registrado em menos de 24 horas na localidade do interior de Montenegro.

A comunidade de Santos Reis, interior de Montenegro, está assustada com a onda de delitos registrados no local nesta semana. Em menos de 24h uma casa foi invadida e um packing house assaltado na localidade. No primeiro caso não houve violência e nada foi furtado. Já na manhã dessa quinta-feira, 30, quatro pessoas foram feitas reféns e objetos levados.

Ainda abalada, uma das vítimas relatou à reportagem como tudo aconteceu. Segundo ela, por volta das 10h40min, seu marido conversava com um funcionário e um amigo quando um automóvel Voyage de cor prata e placas IUF 0717, de Porto Alegre, parou na frente do portão do packing, localizado na entrada de Vapor Velho. “Eles encostaram do lado da porta e já saltaram anunciando o assalto. Perguntaram onde era nossa casa. E foram até a casa do meu cunhado, imagino que tenham pensado que lá seria a nossa casa”, relata.

A mulher viu a chegada dos homens na residência, mas não notou nada que denunciasse se tratar de um assalto. Ela só percebeu o que estava acontecendo quando foi até o packing levar o recado de um fornecedor para o marido dela. “Meu marido e os outros rapazes estavam amarrados e deitados no chão do banheiro. Fui feita refém também. Eu, ele deixou que ficasse sentada no vaso, depois passei mal e me deram uma cadeira”, conta.

Conforme a vítima, os ladrões deixaram claro seu objetivo, que era sair de lá com dinheiro. “Falei que não tínhamos. Eles disseram que de mãos vazias não iriam embora. Aí pegaram alguns pertences da casa do meu cunhado, levaram dinheiro, celular e documentos”, detalha. Quando os ladrões partiram, ela conseguiu se soltar e ir até sua casa para ligar para a Polícia. “Por sorte ninguém se machucou e nossa filha estava na escola, não viu nada”, pontua.

Até o fechamento desta edição, os criminosos não haviam sido localizados. A Polícia Civil informou que ainda não possuía informações sobre a situação do veículo utilizado pelos meliantes, ou seja, se há registro de furto ou roubo do mesmo.

Na quarta-feira, confusão ocorreu na Estrada Geral
O caso também ocorreu próximo a um packing house. Por volta das 14h de quarta-feira, um indivíduo entrou em uma casa localizada em frente à Sociedade 11 Amigos, e furtou uma carteira com documentos do dono da propriedade. Câmeras registraram a ação e a imagem do suspeito. Poucas horas depois, o sujeito passou, novamente, em frente ao local dirigindo um Fiat Uno, cor prata. O filho do morador reconheceu o elemento e perseguiu o mesmo até colidir no carro.

Uma grande confusão se estabeleceu na Estrada Geral entre vários vizinhos da família Maffacioli e os tripulantes do Uno. O suspeito tentou explicar que não teve intenção de furtar a carteira, mas não apresentou motivo concreto que justificasse sua entrada na casa. O homem tentou argumentar dizendo que teria confundido o local com um bar e que, ao entrar, viu a carteira caída no chão. Depois, foi até um bar, e então se arrependeu de ter pegado o item e resolveu devolvê-lo. Mas não teve coragem de se dirigir ao morador, então jogou a carteira na rua na frente da propriedade.

Deixe seu comentário