Dono de oficina cometeu crime no momento em que pais não estavam em casa
Um homem de 32 anos, dono de uma oficina mecânica no bairro Ferroviário, foi preso em flagrante ontem à tarde, pela Brigada Militar, por estuprar uma adolescente de 14 anos, moradora de um imóvel simples, nas proximidades do estabelecimento comercial. O crime foi cometido no momento em que a menina estava acompanhada de uma irmã de seis anos, e os pais – catadores de material reciclável – não estavam na residência.
Detido em flagrante, o homem, que tem antecedentes policiais por receptação e posse de drogas, foi levado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento Vale do Caí (DPPA) e autuado em flagrante pelo delegado Eduardo Azeredo, que responde de forma interina pelo plantão nas férias do titular Marcos Pepe. O homem foi encaminhado ao sistema penitenciário.

Quadro de ligação da água restou avariado

Vizinhos de rua, o homem vinha dando em cima da mãe da adolescente há algumas semanas, de acordo com Maria (nome fictício), se insinuando não só com olhares, mas também proferindo “cantadas” ofensivas. “Ele me dizia que ele (marido) não era homem pra mim, que merecia coisa melhor, que ele não era homem de verdade”, recorda a mãe da adolescente.
Indignada com o fato, Maria contou-o para a esposa do dono da oficina mecânica, que não gostou de saber dos acontecidos. No sábado, enquanto o marido de Maria fazia um “bico”, executando o piso de um imóvel, a mulher foi ameaçada pelo homem, que mais uma vez apareceu na sua casa dizendo que “se ela não fosse para cama com ele daria um sumiço nela”. A ameaça foi feita na frente de casa, sem se preocupar com possíveis testemunhas.
Não satisfeito, o homem ainda desferiu um tapa no rosto de Maria, que com a força do impacto foi ao chão juntamente com a filhinha de um ano de idade. Por sorte, a mulher machucou apenas a boca enquanto a garotinha não teve ferimentos. No mesmo dia ela registrou queixa na Polícia Civil por lesão corporal e ameaça, mas recebeu a orientação de que era preciso fazer o exame de corpo de delito no Hospital Montenegro (HM).
Ontem à tarde, aproveitando o momento em que apenas a adolescente e uma menina de seis anos estavam em casa, o acusado entrou na casa e estuprou a menina de 14 anos. Revoltado, o homem ainda quebrou todos os pertences que haviam de valor dentro de casa e destruiu o quadro de ligação de água da Corsan, assim como a caixa de luz da RGE Sul.
Após a vítimar ser socorrida por familiares, a BM foi chamada. E, logo depois, encontrou o responsável pelo ato criminoso. O casal e os seis filhos, com idades de 1 a 16 anos, deixaram o imóvel ontem mesmo com medo de sofrerem represálias.
A ocorrência foi atendida pelos soldados Aline e Oliveira, do policiamento ostensivo do 5° BPM, com o apoio do sargento Bettega e do soldado Dannenberg, ambos do POE.

Compartilhar

Deixe seu comentário