Fotos: Polícia Civil

O desentendimento entre pai e filho, que resultou no assassinato de Pedro Dapper, de 69 anos, em Bom Princípio, na noite dessa quinta-feira, 8, foi motivado por uma divergência, entre ambos, sobre o que comeriam no jantar. Segundo o delegado Marcos Eduardo Pepe, titular da delegacia de Bom Princípio, o homem de 42 anos – que não teve o nome informado –  relatou que queria fazer cachorro quente, mas seu pai não deixou.

Pedro teria mandado o filho guardar os mantimentos que seriam usados para fazer o lanche. A discussão entre eles se tornou cada vez mais tensa, até que o pai teria avançado no pescoço do filho. No momento, o homem estaria cortando um pão com uma faca de serrinha e usou o objeto para golpear o pai.

Conforme o delegado, os golpes acertaram abdômen e o pescoço da vítima. Um vizinho ouviu gritos por socorro e informou a Brigada Militar. Os Bombeiros Voluntários de Bom Princípio prestaram os primeiros atendimentos e conduziram Pedro à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Foto: Polícia Civil

Pai e filho estavam sozinhos em casa na hora do desentendimento. O crime não teve testemunha ocular. O assassino foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro onde aguarda ser encaminhado para o sistema prisional.

Segundo a Polícia, ambos não possuem antecedentes criminais. Durante a tarde, o filho teria ingerido bebida alcoólica, mas, não há relatos sobre ter envolvimento com outros tipos de drogas.

Deixe seu comentário