Programação começa às 14h

Hoje, segunda-feira, 24, é feriado em Montenegro pelo Dia do Padroeiro. A Administração Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, realizara um evento festivo na Estação da Cultura, a partir das 14h.

Será a terceira edição do Projeto Estação da Cultura, e acontece em formato de quermesse. Os atrativos serão para todos os gostos. A partir das 14h, a programação conta com música tradicional de festa junina, brinquedos infláveis e ervateira. Às 17h começa o show de bandas, com Banda Amazônia, Wilceu Pause e Banda, Grupo Fuzarca e Banda Eccos. A previsão de término é em torno das 22h.

Além disso, os Montenegrinos poderão saborear de comidas, bebidas e brincadeiras típicas da data. E para abrilhantar mais ainda o momento às 15h ocorrerá o lançamento do segundo totem do projeto, Eu Amo Montenegro. “A gente espera que a comunidade venha em peso”, fala na expectativa a diretora de Departamento de Cultura, Priscila Nunes.

A festa é uma realização da Prefeitura de Montenegro, produção da One Brazil Eventos, patrocínio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e tem apoio cultural da Rádio América.

O padroeiro

São João Batista é padroeiro de Montenegro devido à colonização e a data de fundação da cidade. De acordo com o pároco da Catedral, Pe. Diego Knecht, a Paróquia São João Batista foi fundada em 28 de abril de 1871, a primeira da cidade. “Na colonização Montenegro já tinha a tradição lusa, depois em 1868 os alemães vieram e trouxeram a religiosidade luterana e católica, e então a igreja católica foi fundada em 1871 aqui”, explica o padre.

O padroeiro da cidade é um profeta do tempo de Jesus, que batizava e preparava as pessoas para receber o Messias. Ele batizou Jesus no Rio Jordão, e tinha muitos discípulos, mas quando encontrou Jesus encaminhou seus discípulos para seguir o cordeiro de Deus.

São João Batista foi o último dos profetas e aquele que viu Jesus. Porém, antes de Jesus começar a sua missão ele foi decapitado pelo Rei Herodes, devido a sua pregação contra as arbitrariedades do Rei, e virou um mártir.

Deixe seu comentário