Expectativa é que sejam realizadas mais de 100 cirurgias Foto: Arquivo Ibiá

Buscando aliviar a imensa demanda reprimida de cirurgias eletivas que se estabeleceu na região devido à pandemia causada pelo Covid-19, o Hospital Montenegro 100% SUS irá investir até o final de 2021 o valor de R$ 280.000,00 em cirurgias eletivas. Serão atendidos pacientes do Vale do Caí, nas seguintes especialidades de Cirurgia Geral, Cirurgia Ginecológica e Cirurgia Bucomaxilofacial. Em outubro algumas cirurgias já foram feitas, e a expectativa é que até o final do ano sejam mais de 100.

Em nota oficial, a Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas de Montenegro (OASE) –mantenedora do Hospital Montenegro 100% SUS –  destacou que mesmo desobrigada pela Lei nº 13.992, de cumprir as metas quantitativas e qualitativas contratualizados com o Sistema Único de Saúde (SUS), o dinheiro será investido nas cirurgias eletivas. O recurso é proveniente da própria Instituição, e será utilizado para realizar os procedimentos nos pacientes dos municípios, conforme lista de espera. “Nós economizamos em todos os lugares, temos um processo de controle de custos intenso, e por isso que a gente faz de alguma maneira ter esse dinheiro para poder fazer frente a essas demandas que o povo precisa”, explica o diretor executivo do Hospital, Carlos Batista da Silveira.

O Hospital Montenegro ficou sem realizar cirurgias eletivas por mais de um ano, devido ao agravamento da pandemia de Covid-19, que fez com que a instituição precisasse concentrar a atenção no tratamento da doença. Com o avanço da vacinação e a diminuição no número de internações as cirurgias têm retornado gradualmente desde julho deste ano.

Deixe seu comentário