Elisete Alves. FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Elisete Alves, de 46 anos de idade, é o primeiro óbito de paciente com coronavírus do Município de Harmonia. Natural de Montenegro, onde viveu a maior parte da vida, ela estava internada no Hospital Beneficente São Carlos, em Farroupilha, desde a semana passada. Após período de isolamento domiciliar, quando confirmada com a Covid-19, chegou a dar entrada no Hospital Montenegro, com complicações, no último dia 20. Na sequência, precisou ser transferida. Ela ira hipertensa, de acordo com a prefeitura harmoniense e, por isso, grupo de risco para a doença.

“Minha rainha, como eu queria que fosse um sonho, mais não”, escreveu um dos filhos, em depoimento emocionado postado no Facebook. “Você vai fazer tanta falta. Para quem eu vou ligar todos os dias? Quem vai me dar os melhores conselhos? Mãe, eu te amo tanto. Gratidão por tudo que você fez por mim e meus filhos.” O falecimento vem gerando grande comoção e manifestações que lembram de uma mulher batalhadora e sempre muito preocupada com a família que construiu. Ela deixa cinco filhos e sete netos.

Amiga da família, Cristina Lopes acompanhou boa parte dessa caminhada enquanto elas moravam próximas, ainda em Montenegro, no bairro Panorama. “Tudo o que ela teve de bom na vida, depois de muitos anos de dificuldade, foi com o esforço dela. Ela foi uma guerreira. É uma perda muito triste”, declarou. Por muitos anos, Elisete trabalhou em uma casa de família. A mudança para Harmonia, Cristina recorda, também era a oportunidade de descansar e curtir mais a vida.

Elisete veio a óbito ainda no domingo, dia 28 e será sepultada ainda na manhã desta segunda-feira, no Cemitério Católico do Despique, em Pareci Novo.

Deixe seu comentário