Prédio atacado ficou em ruínas. Foto: Reprodução/ABC Color

A cidade paraguaia Ciudad del Este, na fronteira com o Brasil, foi o cenário de um assalto cinematográfico na madrugada desta segunda-feira. Ladrões fortemente armados invadiram a sede da empresa de transporte de valores Prosegur e roubaram 40 milhões de dólares, cerca de R$ 120 milhões. Na fuga, houve troca de tiros e um policial foi morto. De acordo com o jornal ABC Color, ao menos 15 veículos foram incendiados na cidade como distração.

O periódico paraguaio destaca que o bando era formado por mais de 30 homens armados com fuzis e granadas. A suspeita é de que os assaltantes seriam brasileiros. O enfrentamento que resultou na morte do policial do Grupo Táctico de Operaciones (GEO), identificado como Sabino Ramón Benítez, ocorreu em frente à Chefia de Polícia da cidade.

Diversos veículos foram queimados em Ciudad del Este. Foto: Reprodução/ABC Color

O ministro do Interior do Paraguai, Lorenzo Lezcano, afirmou para veículos de imprensa que tinha a informação de que um assalto como o que aconteceu esta madrugada ocorreria em Ciudad del Este, porém sem saber a hora, o local e a dimensão. “Em fevereiro havíamos emitido um alerta”, destacou. O ministro disse ainda que os ladrões falavam em português e ressaltou que a maioria dos veículos utilizados no roubo possuem placas do Brasil. Lezcano salientou que a polícia paraguaia já está trabalhando em cooperação com a Polícia Federal do Brasil.

Segundo o jornal La Nación, o presidente paraguaio Horacio Cartes ordenou que militares se deslocassem para a área atacada para apoiar o trabalho da polícia local e assegurar a segurança da população. As aulas na Ciudad del Este foram canceladas.

Deixe seu comentário