Eduardo Leite. FOTO: PALÁCIO PIRATINI/REPRODUÇÃO

O governo do Estado determinou, nesta terça-feira, 31, o fechamento de todo o comércio, em todo o Estado, até o dia 15 de abril. A decisão foi anunciada por Eduardo Leite no final da noite, via transmissão ao vivo, e será publicada, com detalhes, nesta quarta-feira, 1º, em edição extra do Diário Oficial do Estado.

“É justamente agora que devemos ser mais rigorosos e não afrouxar restrições. Concluímos, com base em dados da evolução do vírus e estudos técnicos, que esta é a hora de estabelecermos a uniformidade nas restrições ao contato no Rio Grande do Sul. Estamos vendo mais pessoas e mais municípios nos quais o contágio se confirma e precisamos manter esses cuidados para termos mais tempo para fortalecer a nossa rede de atenção hospitalar”, explicou Leite.

Serviços essenciais, que garantem alimentação, telecomunicações, saneamento básico e cuidados médicos, além da atuação de outros profissionais que são considerados imprescindíveis, estão mantidos, conforme já estabelecido nos decretos publicados nas últimas semanas. A indústria e a construção civil também estão liberadas para seguir operando, mas com a ressalva de que as prefeituras poderão analisar a determinação de forma independente.

A decisão chega em um momento em que muitos municípios já estavam relaxando suas medidas de restrição. Foi o caso de Pareci Novo, Brochier, Maratá e São Sebastião do Caí, por exemplo. Assim que o decreto for publicado, hoje, todos terão que seguir a determinação estadual.

Em sua transmissão, o governador voltou a explicar que, nas próximas semanas, o Estado deve receber kits de testagem, testes rápidos, respiradores para UTI e outros equipamentos que auxiliarão no tratamento das pessoas que tenham a Covid-19.

“Neste momento em que estamos observando a evolução dos dados, adquirindo equipamentos, melhorando a gestão dos dados sobre as internações, é fundamental que a população siga reduzindo o contato e a circulação ao mínimo possível”, demandou Leite.

A determinação passará a valer a partir da publicação do decreto nesta quarta-feira. Mais detalhes virão no decorrer do dia.

Deixe seu comentário