ginásio, Domingão, telhado, vandalismo, Parque Centenário, obra
Vandalismo fica evidenciado nos “fundos” do ginásio Domingão: porta pichada e vidros quebrados

Impasse e expectativa. Espaço está fechado ao esporte desde 2005. Abertura da licitação ocorre dia 9 de novembro

Fechado para a prática esportiva desde 2005, o ginásio Domingos dos Santos, mais conhecido como Domingão, segue sendo um “elefante branco” em Montenegro. Sem prazo para ser reformado e liberado, o espaço ainda é depósito de entulhos, vítima de vândalos e abrigo de pombas no Parque Centenário. No entanto, a abertura de uma nova licitação para a execução da reforma do ginásio, que acontece no dia 9 de novembro, surge como uma esperança para a reabertura do local.

A Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP) relembra que, recentemente, foi realizada a Tomada de Preços 16/18, no entanto, a licitação acabou sendo frustrada em função de nenhuma das empresas participantes terem a qualificação técnica solicitada. Ou seja, nenhuma comprovou que já havia realizado o item de maior relevância do projeto de reforma do ginásio, que é o piso de assoalho e madeira da quadra esportiva.

ginásio, Domingão, telhado, reforma, Centenário, licitação
Expectativa agora é em relação à abertura do novo processo licitatório

O Domingão foi inaugurado em maio de 1973. Em agosto de 2005, foi constatada e anunciada a necessidade de reparos, pois o tablado de madeira usado para futsal, voleibol e basquete, estava solto e esburacado. Também se aproveitaria a oportunidade para aumentar a quadra, reformular vestiários, pintar as paredes e melhorar a iluminação. De lá para cá, o ginásio enfrentou temporais, obras mal feitas, gastos e decisões administrativas duvidosas, e agora aguarda uma segunda reforma.

Em fevereiro de 2011, a Prefeitura abriu o pedido de crédito especial junto à Câmara de Vereadores para garantir os R$ 41 mil que seriam de sua parte para o projeto. A autorização foi dada e sancionada em março e, com o valor completo em mãos, iniciaram os trabalhos. Eles se estenderam por todo o ano de 2011 e de 2012. A reinauguração chegou a ser anunciada em outubro de 2012. A expectativa era grande, mas a abertura do ginásio não ocorreu.

Antes da reabertura do Domingão, temporais atingiram Montenegro e deterioraram diversos prédios, incluindo o recém-reformado ginásio. Houve destelhamento e, mais uma vez, o local passou a ter goteiras em alguns pontos, voltando a estragar o tablado. Em 2013, a Administração Municipal da época optou por aproveitar que não ocorriam atividades esportivas no local para usar o espaço como depósito.

ginásio, Domingão, quadra, reforma, depósito, computadores
Desde 2013, a quadra de esportes do local é um depósito de entulhos

E o cenário atual do ginásio é melancólico. Na quadra de esportes, onde atletas de alto nível já pisaram, encontram-se inúmeros computadores e entulhos. A SMOP salienta que, caso a próxima licitação der deserta, a Administração deverá analisar os motivos para isso ter acontecido e, a partir dessas informações, verificar que novos rumos poderão ser tomados, como a reabertura de um processo licitatório ou até uma dispensa de licitação.

Além da reforma do telhado e da quadra esportiva, as principais necessidades do Domingão são relacionadas ao Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) e à acessibilidade. Pinturas, vedação e limpeza geral também serão feitas assim que as obras começarem.

O processo licitatório, após a abertura dos envelopes com a apresentação de documentos e prazos de recursos, demora em média 30 dias até a assinatura do contrato. Depois da assinatura da Ordem de Início, a obra tem prazo de quatro meses para a conclusão.

Deixe seu comentário