Foto: Facebook

O fundador da primeira Igreja Batista em Montenegro, Daniel Guedes Duarte, 54 anos, morreu na noite de sexta-feira, 2, no Hospital Centenário de São Leopoldo onde estava internado para a investigação de um grave problema de saúde. O diagnóstico de carcinoma, tipo mais comum de câncer nos seres humanos, podendo surgir em praticamente todos os tecidos do corpo, foi fechado apenas no dia do falecimento.

Ele deixa a esposa Maria Helena, 54, e os filhos Priscila, 29, e André, 24, além mais de 200 fiéis. A família vai lembrar do pastor como uma pessoa sempre dedicada e preocupada com o bem-estar de todos. “Sempre foi um paizão, presente, companheiro, carinhoso”, frisou, Priscila, tentando segurar a emoção. O cunhado dele, Sérgio Moacir Gabriel, concorda. “Era uma pessoa fantástica, não tem o que falar, um amigão de verdade”, afirmou.

Maurício Maia, 31, ficou bem próximo do pastor quando era líder da Juventude da Igreja. Daniel deixa para ele, além de ensinamentos, exemplo de caráter e solidariedade. “Foi incrível trabalhar com ele, fazia tudo com excelência e dedicação. Nunca estava sem tempo para o que era importante”, contou.

Ele mostrava no semblante estar bastante emocionado com a perda repentina, assim como muitos dos inúmeros fies presentes no velório. “A hora que mais chorei foi quando lembrei que ele acreditava mais em mim do que eu mesmo. Era assim com todo mundo, principalmente, com os que estavam em um momento ruim, mesmo afastados da Igreja. Dava conselhos de família, casamento e até financeiro. Também acompanhava pessoas em consultas e hospitais. Era um exemplo de homem, pastor, pai e marido”, finaliza.

O velório ocorreu na própria Igreja fundada por ele, localizada na avenida Júlio Renner, 991, bairro Timbaúva. O sepultamento, no Cemitério Municipal às 17h. Daniel estava à frente da instituição há cerca de 10 anos, com um intervalo no qual voltou a Santana do Livramento, sua cidade Natal, mas retornou a Montenegro.

 

 

Deixe seu comentário