Família pede ajuda para o tratamento de Claiton Galiano

Pedido de ajuda. Claiton Galiano foi diagnosticado com aneurisma no olho em maio

Diagnosticado com aneurisma no olho esquerdo na metade do mês de maio, Claiton Nei Pacheco Galiano, de 38 anos, precisa de ajuda. Morador da localidade de Porto Garibaldi, no interior de Montenegro, ele iniciou seu tratamento no dia 25 de junho, com a aplicação da primeira das seis injeções receitadas por um especialista. Isso só foi possível devido a um apelo da filha Ketlin nas redes sociais.

Claiton não tem condições de pagar todas as injeções (cada uma custa R$ 1.910,00), que são aplicadas periodicamente. Por isso, a filha resolveu promover uma vaquinha virtual, através de um grupo no WhatsApp (clique aqui para acessá-lo). A próxima injeção deve ser aplicada no dia 30 de julho, e a família corre contra o tempo para angariar os recursos necessários para pagar o tratamento, que terá o custo total de pouco mais de 12 mil reais.

A preocupação com o olho esquerdo começou no dia 22 de abril, quando Claiton utilizou um herbicida por causa dos parreirais de uva onde trabalha. Ele consultou com um oculista de Porto Alegre, o profissional receitou um colírio, mas o incômodo no olho persistia. Logo depois, Claiton veio a Montenegro para consultar e realizar alguns exames, e então foi constatado o aneurisma. “O médico disse que é um caso raro, porque normalmente acontece na terceira idade ou em mulheres. No início, foi um choque, ainda mais quando nos informaram os valores”, declara.

Claiton e sua família são naturais de Rosário do Sul e vieram morar no Vale do Caí há pouco mais de dois anos. Por não conhecer muitas pessoas da região, a família entrou em contato com alguns meios de comunicação para solicitar ajuda no tratamento, já que Claiton e sua esposa trabalham com serviços gerais e a renda não é suficiente para custear todas as injeções. “A visão já está um pouco prejudicada. O médico disse que quanto mais demorar a realizar o tratamento, mais chance eu tenho de perder a visão. Mas ele me garantiu que o olho esquerdo estará 100% se fizer o tratamento”, salienta.

Filha de Claiton criou um grupo no WhatsApp para promover a vaquinha

Na vaquinha virtual promovida por Ketlin, a família Galiano não estipula nenhum valor mínimo para doação e destaca que qualquer ajuda é bem-vinda. Confira abaixo os dados da conta bancária de Claiton. Para mais informações, entre em contato com a família através do telefone (55) 9 9940-8671.

 

Dados da conta de Claiton

Banco: Caixa
Poupança: 013
Agência: 0499
Conta: 00003294-4
Nome: Claiton Nei Pacheco Galiano

Deixe seu comentário