Envia de leitora mostra o movimento nesta sexta-feira, 11

Longas filas foram registradas na loja do Supermercado Dia, em Montenegro, nesses últimos dias. O movimento na quinta-feira, dia 10, foi grande; e a foto que ilustra a matéria mostra que, na manhã desta sexta-feira, 11, ele continua. A leitora que enviou o registro informou que está há mais de uma hora no aguardo de sua vez de entrar.

A situação se repete por todo o Estado. Apesar de não ter se pronunciado oficialmente até o momento, a rede comunicou o fechamento de suas 70 lojas no Rio Grande do Sul ao Sindicato dos Empregados do Comércio de Porto Alegre (Sindec), que anunciou a decisão à mídia. 753 funcionários devem ser demitidos. Levantamento do Sindicato dos Comerciários local mostra que 7 trabalham na loja de Montenegro.

Esse movimento todo de compras refere-se a queima de estoque, com descontos agressivos que, segundo relatos, vão de 30 a 50%  nos produtos. A reportagem acompanhou parte dessa movimentação na quinta-feira. A entrada de clientes estava restrita e os que saiam, saiam com os carrinhos carregados. Uma senhora contou que alguns produtos já estavam em falta.

Houve fila também na quinta-feira

Sem o anúncio oficial, ainda não há a confirmação de até quando a unidade seguirá operando. O Sindicato de Montenegro informou que não conseguiu aproximação com a empresa, mas que recebeu de funcionários que a orientação era por aguardar.  De acordo com o Sindec, lojas da rede começaram a fechar já em maio e a previsão é que as que estão em funcionamento interrompam as atividades ainda em setembro.

O Dia tem sede na Espanha e começou a operar no Rio Grande do Sul em 2011, chegando a ter mais de 80 supermercados no Estado, entre unidades próprias e franquias. A rede também conta com um centro de distribuição em Nova Santa Rita. A saída do território gaúcho estaria sendo justificada como uma uma “reestruturação das operações”.

Deixe seu comentário