Foto: Reprodução Facebook

Foi concluído na sexta-feira, 16, o inquérito da Polícia Civil sobre o assassinato da jovem Jordana Tamires Christ Watthier, de 13 anos, ocorrido no dia 4 de abril,  na cidade de Bom Princípio. O delegado Marcos Eduardo Pepe, responsável pela apuração do caso, indiciou Elias dos Santos Silvestre, de 39 anos, autor do assassinato, pelos crimes de estupro de vulnerável e feminicídio. O inquérito já foi arremetido ao Poder Judiciário e aguarda tramitação.

Foto: Reprodução Facebook de EliasSilvestre

Elias é acusado pelos crimes de estupro de vulnerável e homicídio doloso qualificado pelos seguintes agravantes: feminicídio, asfixia, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. O delegado lembra ainda que, o fato da vítima ser menor de 14 anos pode aumentar ainda mais a condenação na acusação por feminicídio. Caso condenado, o acusado poderá pegar até 45 anos de prisão.

Para o delegado, Elias apresenta comportamento pré-disposto para  crimes sexuais. O acusado possui histórico criminal composto por três crimes sexuais, sendo dois deles contra menores. Antes de matar Jordana, ele encontrava-se em liberdade condicional.

O assassino está preso desde o dia 10. Ele se apresentou a Brigada Militar de Teutônia que o encaminhou para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Lajeado. Lá, durante a madrugada, ele prestou depoimento ao delegado Pepe e confessou a autoria dos crimes.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário