Capotamento ocorreu no quilômetro 25 da ERS-240. Foto ilustrativa

VÍTIMAS foram amarradas com tiras de lenços enquanto os ladrões recolhiam objetos da casa

A família do agricultor Fabiano Ost, de 35 anos, viveu momentos de tensão nas mãos de bandidos armados com pistolas. Na sexta-feira, 19, ladrões invadiram a residência, localizada na BR-470, no bairro Faixinal, em Montenegro, amarraram os moradores e levaram objetos e dois carros. A Polícia Civil investiga o caso, mas até o momento não há informações sobre o paradeiro dos automóveis roubados.

Fabiano conta que chegou em casa por volta das 18h45min, quando homens armados invadiram o pátio, onde fica sua residência e empresa, renderam ele, o pai dele e um funcionário. “Assim que chegaram, começaram a pedir dinheiro e queriam saber onde era o cofre”, conta a vítima.

Fabiano acredita que cinco homens tenham participado da ação. Enquanto uma dupla levava o pai do agricultor para o galpão, para procurar dinheiro, outro elemento rasgava um lençol em tiras para amarrar as filhas de Fabiano, uma de oito e outra de três anos de idade, além de sua esposa e mãe. “Me preocupei por causa das crianças. É a segunda vez que somos assaltados à mão armada. Dá outra vez, há uns 15 anos, ainda não tínhamos as filhas”, comenta o morador.
A ação durou cerca de 40 minutos. Uma câmera de segurança foi quebrada e o servidor, com as imagens registradas, foi levado no roubo. Um dos ladrões chegou a confessar que, antes de colocar o plano em prática, a quadrilha rondou a casa da família por uma semana.

Foram levados seis celulares, TVs e outros objetos. Contudo, um dos maiores prejuízos se deu pelo roubo de uma caminhonete Fiat Toro ano 2019/2020, cinza de placas IZT7J52, comprada em novembro do ano passado, e um  Ford Focus, branco com placas ITS5771. Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro dos automóveis deve contatar a polícia, através do 190 (BM) ou do 197 (PC).

Logo que os meliantes saíram do local, o funcionário conseguiu se desamarrar e então soltou Fabiano. Enquanto o dono da casa cuidava de sua família, o trabalhador foi até um vizinho. Ele então ligou para a polícia e pediu socorro. A Polícia Civil não deu detalhes sobre a investigação, apenas informa que ela está em andamento.

Deixe seu comentário