Leonardo Alex da Silva; Caroline Kothe, coordenadora da Unisc Montenegro; e Lucas Gabriel Lopes. Equipe tem boa expectativa pelo sucesso da iniciativa

Edição montenegrina da Startup Weekend acontece em agosto, na Unisc

Estão à venda os ingressos para a Startup Weekend Montenegro. O evento tem um formato idealizado pela empresa Google. Foi criado nos Estados Unidos e já é replicado em mais de 100 países. A versão montenegrina promete 54 horas ininterruptas de um final de semana, com uma verdadeira imersão no mundo das startups. Com oficinas, mentores especializados e a presença de investidores, a proposta é que, ao final da atividade, surjam negócios inovadores reais e com boas perspectivas de crescimento.

Quem encabeça a organização é a dupla de empresários Leonardo Alex da Silva e Lucas Gabriel Lopes. Eles são sócios em uma startup de tecnologia e já participaram de edições da Startup Weekend em outros municípios gaúchos. “O desenvolvimento da região é o nosso principal objetivo”, define Leonardo. “A gente quer aproveitar essa onda empreendedora que a cidade está vivendo, com essa galera cada vez mais engajada no empreendedorismo. Se uma empresa sair desse evento, para nós já será uma grande coisa.”

A dupla conta que já surgiram mais de 8 mil startups em edições de Startup Weekend’s pelo mundo. Pioneiro no serviço de chamada de táxi na América Latina, o aplicativo Easy Taxi, por exemplo, nasceu em um evento do tipo no Rio de Janeiro em 2011 e, hoje está em mais de 120 países. Nas proximidades, o município de Lajeado já recebeu cinco edições da atividade. A de Montenegro, neste ano, será a primeira do Vale do Caí.

As 54 horas de imersão vão ocorrer no campus local da Unisc, uma das principais apoiadoras do projeto. A estrutura do parque tecnológico da sede de Santa Cruz do Sul estará disponível, no auxílio ao evento, marcado para os dias 2, 3 e 4 de agosto. A Startup Weekend conta com o apoio de Comunidade RS, Sebrae, Sky Informática, Syonet, Dobra, Muy Tomaza, QR Três, WeMidia, PA Treinamento e Technow Processamento de Dados. A própria Google está como apoiadora, entrando com o conhecimento e toda a formatação para a realização.

E ai, você também tem uma ideia?
Os ingressos podem ser comprados pela página do evento no Facebook. Custam entre R$ 80,00 e R$ 120,00. Na inscrição, a pessoa pode escolher entre três modalidades: designers; desenvolvimento de sistemas; ou negócios. Essa última, livre para quem tenha a ideia de um negócio inovador em qualquer segmento. “É bem abrangente. Não tem idade, nem área específica. É para quem quer conhecer esse mundo de startup’s”, resume Lucas.

No primeiro momento do Startup Weekend, as diferentes ideias serão lançadas ao grande grupo. Se você pensa em alguma iniciativa ou negócio diferente, mesmo que ainda bem embrionário, ali será a hora de falar. Já se você não tem ideia nenhuma, mas gostaria de contribuir com algum projeto do tipo, também. É que todos os participantes serão divididos, em equipes, entre as ideias colocadas que tiverem maior potencial. Serão votadas as oito ou dez melhores, dependendo do número de participantes, e aí será a hora de unir forças e colocar a mão na massa para desenvolvê-las.

“Enquanto eles forem trabalhando, a gente vai apresentando algumas oficinas com mentores”, explica Lucas. “São pessoas-chave que vão explicando questões de marketing, programação, design, desenvolvimento de projeto e apresentação, por exemplo.” Cada um na sua área, os especialistas vão ajudar a transformar a ideia em um negócio em potencial: uma startup.

Dentro os mentores já definidos estão Guilherme Massena, fundador da Dobra; Felipe Brand, proprietário do Segundo Turno e da Muy Tomazza; Elenise Rocha, da RbLearning; Jordani Caldeira, da Syonet; Maglan Diemer, da Sky Informática; e Fernando Stanck, da Unisc. Mesmo quem tenha apenas uma conceito inovador e não conheça a tecnologia para trazê-lo à vida, por exemplo, deve encontrar, no evento, o conhecimento necessário para tanto.

Deixe seu comentário