Nove mil agentes irão atuar na Segurança nos municípios do Rio Grande do Sul neste domingo de eleições. O reforço contará com a atuação de agentes Brigada Militar, Polícia Civil, Bombeiros, Polícia Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A Brigada Militar terá reforço no policiamento ostensivo, uma vez que é a força de segurança que realiza o maior número de atendimento sobre crimes eleitorais – como boca de urna e propaganda irregular. A corporação atende pelo número de telefone 190.

A Polícia Civil, que também atua diretamente no combate aos crimes eleitorais, atuará com equipes volantes, que ficarão circulando pelas principais sessões eleitorais da Capital e da Região Metropolitana – além de dar apoio em outros pontos demandados pela Justiça Eleitoral. A Polícia Civil pode ser acionada pelo número de telefone 197.

Já a Polícia Federal , a quem cabe a instauração de inquérito para apurar os crimes eleitorais, terá equipes de plantão nos dias 6 e 7 de outubro, na Superintendência Regional, em Porto Alegre, e nas 13 delegacias do Estado. De acordo com a delegada Simone Chavez, diretora do Departamento de Comando e Controle Integrado, nas cidades em que não há delegacia da PF, os presos em flagrante por crime eleitoral serão levados para as delegacias da Polícia Civil.

Deixe seu comentário