A previsão é que o pedágio fique na ERS-240, trecho de Capela de Santana, no quilometro 25. FOTO: REPRODUÇÃO GOOGLE MAPS

O estudo de engenharia contratado pelo Estado para a concessão das rodovias da região para a iniciativa privada já não prevê mais a praça de pedágio em Montenegro. O anúncio original, feito em 17 de junho, trazia a instalação na RSC-287, próximo à localidade de Muda Boi, no quilometro 12,6. Agora, não mais. A previsão é que o pedágio fique na ERS-240, trecho de Capela de Santana, no quilometro 25.

“Nos estudos técnicos de engenharia foram estudados dois locais para praça de pedágio no trecho entre Portão e a BR-386: um na RSC-287 e outro na ERS-240. Ao final dos estudos técnicos optou-se pela instalação da praça no km 25 da ERS-240. A apresentação (que trazia o pedágio em Muda Boi) foi corrigida”, explicou a secretaria extraordinária de Parcerias do Estado, através de nota. O material de apresentação, agora, traz mapas atualizados com a praça na ERS-240, porém ainda cita o pedágio da RSC-287 em outras tabelas.

A proposta da RSC-287 gerou indignação por, praticamente, isolar a comunidade de Muda Boi. Lideranças locais, inclusive o prefeito Gustavo Zanatta, vinham conduzindo tratativas desde o mês passado para, pelo menos, conseguir levar a construção mais adiante e não prejudicar tanto os moradores. O governo municipal, porém, desconhecia a proposta da troca. Ela nunca foi citada.

“A Administração Municipal recebeu a informação com surpresa. Até porque ocorreram reuniões e audiências com representantes do governo do Estado sobre o processo de concessão e esta possibilidade – de instalação na 240 ao invés da 287 – nunca havia sido citada”, colocou o Governo Zanatta, em nota. “As consequências ainda estão sendo analisadas internamente.”

A proposta da praça entre Montenegro e Portão havia sido sinalizada pela equipe envolvida nos estudos de concessão antes do lançamento do estudo. Ele foi publicado, porém, levando o pedágio para a 287; o que agora mudou. Independentemente da localização da nova praça, já é certo que, com a concessão, o atual pedágio da ERS-240, na localidade de Rincão do Cascalho, em Portão, será retirado.

2 comentários

  1. Não sou contra pedágio, afinal, o estado que é o maior inimigo do povo, está quebrado para manter a manutenção das estradas. Mas 2 pedágios tão próximos? Tão passando dos limites da sacanagem, e de certo com uma justificativa mequetrefe…

Deixe seu comentário