Faixas azuis já estão sendo pintadas nas áreas centrais de Montenegro

Nova medida divide opiniões e deve entrar em vigor no dia 17 de fevereiro

A rua Osvaldo Aranha, no Centro de Montenegro, é uma das vias públicas da cidade que já conta com faixas azuis, indicando que ali será área de estacionamento rotativo. O trabalho de demarcação teve início na última sexta-feira, 3, e despertou a curiosidade da comunidade em relação à nova cor. Muitos ainda não sabem do que se trata.

Dividindo opiniões, estacionamento rotativo deve voltar a funcionar em fevereiro

O Departamento de Transporte e Trânsito afirma que, em condições climáticas favoráveis, no dia 17 fevereiro, uma segunda-feira, o novo sistema de estacionamento pago começa a operar na cidade, abrangendo a área central do município. Serão cerca de 1160 vagas numeradas e sequenciais e um fiscal para cada setenta delas. Ao todo, serão ainda disponibilizados 17 paquímetros para as vagas. Os primeiros 30 minutos de estacionamento custarão apenas R$ 1,00, mas depois disso o valor sobe para R$ 2,00 até uma hora e, então, para R$ 4,00 ao fim da segunda hora.

O Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil (Serbet) repassará à Prefeitura de Montenegro 22,53% da arrecadação, como pagamento pela concessão. O valor será destinado ao Fundo Municipal de Trânsito, mais precisamente, aplicado em sinalizações, de acordo com o Departamento.

Do total, serão disponibilizadas 5% das vagas para idosos e 2% para deficientes. Nos locais em que o espaço não for suficiente para um carro, serão marcadas vagas para motos e instalados bicicletários. Motos deixadas no local destinado a elas não terão de pagar. Também estarão isentos, por até duas horas, deficientes e idosos parados nas vagas específicas destes grupos. Os veículos deverão ter a identificação correspondente.

Flávio Aloísio Martini aprovou a ideia da volta do modelo de estacionamento pago ao Centro da cidade

O serviço permitirá permanência máxima diária de duas horas por vaga. Para vagas de gastronomia itinerante, bem como caçambas de entulho, há modalidade de valor diário, desde que ambas situações estejam devidamente regularizadas. O Departamento reitera, ainda, que os carros estacionados em vagas pagas não estão cobertos por seguro.

Flávio Aloísio Martini, 57, concorda com o modelo rotativo. “Por exemplo, uma loja com tem dois funcionários com dois carros. Eles ocupam o dia todo a vaga de uma pessoa que vem de fora ou até alguém da cidade mesmo”, explica ele. O pagamento não preocupa Martini. “Eu prefiro pagar dois reais e ter uma vaga do que ter que chegar no Centro e dar dez voltas para achar um local vago”, afirma.

Já Daniel Silva, 21, não pensa da mesma maneira. Ele comenta que a ideia não o agrada. “Eu acho ruim. Péssimo. Não deveríamos ter que pagar por um estacionamento que era público até então”, salienta.

Muitos ainda não têm conhecimento, mas áreas azuis identificam onde estacionamento rotativo funcionará

Locais de cobrança
– Na Ramiro Barcelos – entre as esquinas com Antônio Marques e Fernando Ferrari;
– Na João Pessoa – entre as esquinas da Santos Dumont e da Fernando Ferrari;
– Na Capitão Cruz – entre as esquinas da Santos Dumont e da Fernando Ferrari;
– Na Santos Dumont – entre as esquinas da Capitão Cruz e da João Pessoa;
– Na Osvaldo Aranha – entre as esquinas da Capitão Cruz e da João Pessoa;
– Na Olavo Bilac – entre as esquinas da Capitão Cruz e da João Pessoa;
– Na São João – entre as esquinas da Capitão Cruz e da João Pessoa;
– Na José Luiz – entre as esquinas da Capitão Cruz e da Dr. Flores.

Deixe seu comentário