Dois dias depois, menina já está novamente tocando. Foto: Arquivo Pessoal

A menina de São José do Sul que teve seu violino furtado na última quarta-feira, dia 11 terá um Natal mais feliz. Na manhã desta sexta-feira, 13, a família do empresário montenegrino Leandro Klug fez a doação de um novo instrumento. “E o sorriso e o brilho nos olhos dela ao receber é o verdadeiro espírito de Natal”, disse Leandro, que integra o Grupo Escoteiro Jean de Lery, da cidade de Estância Velha.

A casa da família Weschenfelder foi invadida por volta das 14h30min da quarta-feira, na localidade de São José do Maratá. Imagens das câmeras da Escola São José do Maratá mostram um Fiat Uno, verde escuro ou cinza, passando várias vezes pelo local. Também foram levados o computador com as fotos de infância da filha, que hoje está com 11 anos, e um bandolim dela. O violino era presente dos avós.

Isso explica muito do carinho da criança pela música. Inclusive Leandro se emocionou com uma resposta dela quando lhe entregaram o instrumento. “Perguntei, porquê ela toca. A resposta, ‘para levar a alegria aos corações da pessoas'”, descreveu. Mesmo com a alegria desta solidariedade, os moradores de São José do Maratá não perdem seu foco em denunciar a falta de segurança na comunidade.

Deixe seu comentário