Escoteiros do grupo Acácia Negra em Montenegro têm apoio de chefes e pais para realização de atividades

Grupo existe em Montenegro há mais de 30 anos e tem inscrições abertas para novos membros

O grupo Escoteiro Acácia Negra, que completa em 2020 seus 34 anos em Montenegro, pode até estar de férias mas, ainda assim, está empenhado em melhorar cada vez mais. É que os integrantes estão realizando uma rifa com o objetivo de arrecadar fundos para a reforma da sede escoteira, localizada no parque Centenário de Montenegro.

Para adquirir um número, pode-se procurar os membros do grupo ou entrar em contato com Sabrina Krug, uma das chefes do ramo escoteiro, através do número de telefone (51) 99833-3296. Pagando o valor de R$ 2,00 você concorre a cinco prêmios.

O primeiro lugar levará para casa uma bicicleta aro 24; o segundo, uma luva de goleiro autografada pelo jogador Paulo Vitor; o terceiro ganha um vale de R$ 150,00 para ser usufruído em serviço em um cabeleireiro da cidade; o quarto fica com uma cesta de produtos fitness e, por último, o quinto ganhador leva uma cesta de produtos naturais.

As cestas foram montadas pelos pais dos escoteiros, enquanto o restante dos prêmios foram doados pelos parceiros apoiadores do grupo. O sorteio ocorrerá no dia 4 de abril na MB Bike Shop, às 15h.

De portas abertas para novos integrantes
Sabrina Krug, uma das chefes do ramo escoteiro, explica que o grupo Acácia Negra é aberto a todo o público, sem qualquer tipo de restrição e que, inclusive, inscrições estão abertas para novos membros. “Recebemos jovens de 6 anos e meio até 21 anos e, ainda, adultos voluntários de qualquer idade”, pontua.
Para fazer parte do grupo, o interessado deve realizar duas visitas na sede. A partir daí, os pais ou responsáveis, que, necessariamente, devem estar presentes no momento, realizam a ficha de inscrição e pronto: o novo escoteiro está dentro do grupo. O valor da mensalidade para qualquer um dos segmentos do Escotismo é R$ 30,00. Este valor é revertido aos distintivos dos integrantes, assim como às atividades realizadas.

Sabrina conta que a metodologia escoteira atua de forma progressiva conforme a faixa de idade dos jovens. As crianças de 6 anos e meio até 10 e meio são chamadas de Lobinhos e realizam atividades lúdicas que desenvolvem a autonomia. A seguir, a Tropa Escoteira, que vai dos 10 anos e meio aos 14 e meio. Após, a Tropa Sênior abrange jovens de 14 anos e meio aos 17 e meio seguida do Clã Pioneiro, que são os de 17 anos e meio aos 21. Após conclusão de todas as etapas, o escoteiro pode optar por ser chefe.

Cássia Jaciara Labres, outra das chefes do escotismo, destaca a importância do movimento Escoteiro para a educação e fundamentação do caráter dos jovens. “Acredito que seja um alicerce para bons cidadãos, pois o nosso método de ensino, entre outras coisas, cria hábitos bons nos jovens, que levarão pra vida toda”, pontua.

Cássia explica que, através das atividades, o escotismo auxilia os jovens no desenvolvimento de suas potencialidades físicas, como também espirituais, sociais, afetivas, intelectuais e de caráter. “Assim, eles se tornam cidadãos responsáveis, preocupados e úteis para a comunidade”, finaliza a chefe.

Deixe seu comentário