Mais de 30 expositores participaram do Segundo Encontro de Cutelaria

Durante o fim de semana, o CTG Estância do Montenegro sediou o segundo Encontro de Cutelaria do município. O evento contou com cerca de 30 expositores de facas, acessórios e insumos para cutelaria. “As facas e o tradicionalismo estão juntos, então, a gente trouxe esse evento no ano passado aqui para o CTG e, devido ao sucesso, repetimos esse ano”, conta o coronel Edar Borges Machado.

Lauro de Andrade mostra sua faca personalizada, escolhida no primeiro encontro para os patrões do CTG Estância do Montenegro

Como forma de valorizar ainda mais a integração entre o tradicionalismo e a cutelaria, na primeira edição do Encontro, em 2018, foi escolhido um modelo de faca para os patrões e ex-patrões do CTG Estância. O modelo, escolhido por votação, tem gravado, em um lado da bainha, o nome do CTG e, no outro, o nome do patrão. Esse tipo de personalização é destacado pelo presidente da Associação Gaúcha de Cutelaria (AGC), Marco Borchadt. “O primeiro objetivo da cutelaria é fabricar um objeto útil. Depois, a arte entra com um valor agregado”. E os valores podem variar de R$ 60,00 a mais de R$ 3 mil.

Marco destaca que o encontro em Montenegro já cresceu, mesmo estando em sua segunda edição. “A tendência é crescer cada vez mais. Esse ano, Montenegro foi incorporado no calendário nacional de cutelaria”, afirma. Durante o evento, houve, além da exposição e comercialização de facas e outros materiais ligados à cutelaria, oficina de afiação e de forja.

Foto: Facas
Legenda: Mais de 30 expositores participaram do Segundo Encontro de Cutelaria

Foto: Lauro de Andrade
Legenda: Lauro de Andrade mostra sua faca personalizada, escolhida no primeiro encontro para os patrões do CTG Estância do Montenegro

Deixe seu comentário