FOTO: ACOM/PREFEITURA DE MONTENEGRO

Com negócios na área de prestação de serviços e gestão de negócios, o empresário e administrador Tiago Feron assumiu, nesta quinta-feira, o cargo de secretário municipal de Gestão e Planejamento. A função vinha sendo acumulada, há meses, pelo chefe de gabinete do prefeito, Rafael Riffel. Com 35 anos, Tiago foi presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Montenegro durante a última gestão.

O prefeito Kadu Müller explica que a escolha do empresário para a função levou em conta seu perfil dinâmico e comprometido com a eficiência, que conheceu quando ele dirigiu a CDL. Além disso, o conhecimento na gestão de negócios, que pode e deve ser aproveitado na administração pública. “O Tiago é um sujeito muito dinâmico e bem relacionado no meio empresarial, o que será importante para o governo”, destacou.

Ontem, depois da posse, o empresário disse que assume com a proposta de colaborar. Com uma equipe que soma em torno de 20 pessoas, seu primeiro objetivo é a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias, com a lista de todos os investimentos a serem feitos pela Prefeitura em 2020. “Vamos trabalhar no sentido de garantir uma aplicação mais eficiente dos recursos”, assegura.

Paralelamente, o novo secretário recebeu a incumbência de iniciar a reavaliação do Plano Diretor do Município, que já tem mais de cinco anos e precisa ser analisado. “Há questões importantes a serem discutidas, como os limites de altura dos prédios (seis pavimentos) e as taxas de ocupação do solo pelas edificações”, enumera. Para Feron, algumas destas normas tolham o desenvolvimento e a sociedade deve debater o assunto.

1 comentário

  1. […] Não é de hoje que o governo municipal se envolve em problemas por causa de fraudes nas terceirizações, quem é morador antigo da cidade lembra bem do escândalo envolvendo a empresa Podium, responsável pela contratação de pessoas para trabalhar na limpeza urbana, no início dos anos 90, na gestão do ex-prefeito Gilso Nunes e seu vice Itamar Lazzari, levando inclusive à prisão de um dos envolvidos. Outro caso mais recente, na gestão de Vicente Pires, foi o caso da terceirizada Confidencial, também encarregada pela limpeza dos setores públicos, com uma história muito parecida com a atual, quando os empresários, além de muitas outras acusações de fraude, simplesmente embolsaram os valores recebidos pela prefeitura, em vez de pagar os salários às funcionárias, onerando ainda mais os cofres municipais, visto que a administração pública teve que arcar com algumas despesas trabalhistas solidariamente. A sede da empresa Lazari está registrada em Montenegro, RS, porém, ao visitar o local, não foi possível encontrar nenhum indício de atividade no local, assim como fazer contato com os proprietários. Um dos sócios da empresa, Tiago Feron, inclusive já foi secretário municipal de gestão e planejamento na mesma cidade, conforme informado em um jornal local.* Nesse jogo de “empurra empurra” entre governo e empresários, as trabalhadoras, além de nunca terem recebido um salário digno, seguem prejudicadas pela omissão dos responsáveis e sem 1 centavo no bolso para poderem arcar com o sustento de suas famílias em meio à pandemia. *link da matéria: https://jornalibia.com.br/destaque/empresario-assume-a-secretaria-municipal-de-gestao/ […]

Deixe seu comentário