Atrações serão gratuitas no município. Foto: reprodução internet

Cultura e tradição. Mês da consciência negra tem diversas atividades em Montenegro

Celebrado em novembro, o mês da Consciência Negra oferecerá gratuitamente para a comunidade montenegrina diversas atividades com o objetivo de resgatar e divulgar a história dos negros no Vale do Caí. A abertura das atividades inicia no dia 9, com feijoada, roda de Samba, exposição e desfile de cabelos afros na Sociedade Floresta Montenegrina.

Com apoio da Prefeitura Municipal de Montenegro e organizado pela Central Única das Favelas de Montenegro (Cufa), o evento é composto por atividades que difundem a cultura, origens e tradições do povo negro da região, além de valorizar seus personagens, monumentos e particularidades.
A abertura oficial da programação ocorre no dia 19 de novembro, às 8h30min na Estação da Cultura e conta com a exibição do documentário Negro do Vale do Caí, do professor Roberto dos Santos e, após, o Painel Negro no RS.

No dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, a Câmara Municipal de Vereadores recebe o “Projeto Negro no Vale do Caí – Onde estamos! Para onde vamos!” onde serão debatidas questões como o protagonismo do negro, além de tratar de seu envolvimento nos campos político, cultural e social.

Confira a programação completa:
09/11 – Na Sociedade Floresta, rua Flores da Cunha, 287
16h – Abertura com exposição da artista plástica Regina Helena
Desfile da grife “Desvendando estilos” de Porto Alegre
Desfiles de cabelos afros com Jhozy Azeredo
18h – Com as pratas da casa
Bloco Ibiraiaras

17/11 Coletivo Kubalumuka, na Sociedade Floresta, das 15h30 às 19h
Mesa de Discussões – Componentes
-Alexandre Ferraz – Biólogo – Educação das Relações Étnico Raciais;
-Murilo Vargas – Atuante na área do Direito – Heróis Negros desconhecidos e debates públicos perante as questões raciais;
-Sueli Angelita Silva – Assistente Social NEABI/Unisino – Acessibilidades do povo Negro e Políticas Publicas.
Venda de artesanato afro
– Afroempreendedores: Aruanda Artes – Vanessa lima produtos fitoenergéticos – Jurema Teresinha Artesanato Negro.
Apresentação do grupo de dança da floresta, Nadir e banda, Kelli da Silva

19/11 – No Espaço Braskem da Estação da Cultura
8h30min – Solenidade de abertura oficial
9h15min – Exibição do documentário “O negro no Vale do Caí” do professor Roberto dos Santos
10h – Coffee Break
10h15min – Painel Negro no RS com Reginete Bispo (Antropóloga e Coordenadora Geral do Instituto Akanni), Carla Beatriz Meinerz (Professora Doutora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Mimmo Ferreira (Professor, percussionista, baterista, compositor e integrante do grupo Alabê Ôni) e Rosângela Lopes (Ativista negra e Bacharel em Direito)

20/11 – Na Câmara de Vereadores de Montenegro
19h30min – Projeto Negro no Vale do Caí – Onde estamos! Para onde vamos! Encaminhamentos das pesquisas bibliográficas: como serão utilizadas e como pesquisar

23/11 Coletivo Kubalumuka, na Sociedade Floresta, das 15h30 às 19h
Abertura – SLAM – Henry Adriel membro do Coletivo Kubalumuka
Mesa de Discussões – Componentes
-Fahby Ferraz – Cantora e compositora Montenegrina – A musica para as mulheres Negras;
– Dwed – Mc do Guerreiros da Perifa( Grupo de RAP Montenegrino) – O Rap para o Negro;
-Adriano Karan – Artista da Montenegrino – Descrição e discussão sobre sua nova coleção de obras.
-Atividade recreativa junto com a plateia – Adriano Karan.

Deixe seu comentário