Carnês devem ser enviados em meados de março, início de abril, visando estimular o uso da cota única

REAJUSTE. Imposto é atualizado de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor

Os carnês do IPTU vão chegar na casa dos montenegrinos 3,32% mais caros neste ano. O reajuste anual divulgado pela secretaria da Fazenda é feito com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em cota única, com descontos, o tributo pode ser pago até 30 de abril.
Os bloquinhos para cobrança ainda estão por ser confeccionados. Devem ser enviados pelos correios em meados de março, início de abril, mas o contribuinte já pode pegar o valor pago no ano passado e aplicar o percentual de reajuste para organizar as finanças.

Como o IPTU leva em conta a área do terreno, a área construída e a idade da edificação – dados que vão sendo gradativamente atualizados pela Prefeitura através de recadastramento em campo – pode ser que a alta seja até maior. Aí o proprietário pode conferir no carnê se as metragens e demais informações foram atualizadas, ou não, de um ano para outro.

Junto ao imposto municipal também são cobradas taxas de serviços urbanos, como o da coleta de lixo e o de esgoto. Caso o imóvel tenha passado a ser atendido durante o ano, também haverá a adição da cobrança.

O reajuste fixado para 2020 ficou abaixo do percentual de 2019, que foi de 3,51%. O de 2018 tinha sido de 1,94%. Pagar em cota única prevê o desconto de 10% para adimplentes e de 8% para inadimplentes junto ao Município. Quem optar pelo parcelamento tem oito meses para pagar. O tributo vence em todo dia 10, a partir de maio e até dezembro, sendo prorrogado sempre que a data caia em final de semana.

É o quarto ano em que o IPTU, ao contrário de muitos municípios, é enviado mais perto do vencimento e não logo em janeiro. A iniciativa visa incentivar o pagamento em cota única, com a obrigação sendo recebida depois de outras despesas – como a do IPVA e a matrícula escolar – já terem sido pagas. No ano passado, 38,17% dos contribuintes pagaram o imposto de uma só vez, recebendo desconto, mas garantindo dinheiro imediato nos cofres do Município.

Compartilhar

Deixe seu comentário