FOTO: REPRODUÇÃO

Teve um boa dose de otimismo na live promovida pela Associação Comercial Industrial e de Serviços (ACI) de Montenegro e Pareci Novo na noite desta segunda-feira, 18 de maio. O encontro virtual, que seria com a presidente da Federação de Entidades Empresariais do RS (Federasul), Simone Leite, foi feito com o vice-presidente de integração da entidade, Rafael Sittoni Goelzer, por uma indisponibilidade da primeira convidada. Tinha como proposta falar da importância do associativismo, mas não pode deixar de tratar do enfrentamento à crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

“A gente vai recuperar (as perdas) esse ano já no ano que vem”, avaliou Goelzer, oferecendo alento a muitos dos que assistiam. “A queda do PIB para este ano vai ser muito grande, mas é uma queda artificial. Porque é uma queda de decretos, que te proibiam de trabalhar. Não é uma questão macroeconômica, de indicadores, inflação, ou qualquer coisa nesse sentido. Na medida em que essa barreira artificial é aberta, esse crescimento vai se dar de uma forma mais contínua”.

Falando pela Federasul, que conta com 157 entidades filiadas, como a ACI, e, com isso, representa cerca de 70 mil empresas gaúchas, o vice-presidente lembrou que 2020 iniciava com expectativas em alta. Citava, com isso, os já bons patamares de uma recuperação relativamente lenta da crise econômica iniciada em meados de 2014; e importantes conquistas no caminho da desburocratização dos empreendimentos. O Código Ambiental, a Reforma Administrativa do Estado e a Lei da Liberdade Econômica foram os principais exemplos citados.

“A gente já asfaltou o nosso caminho. Por isso, acho que a retomada do Rio Grande do Sul vai ter um diferencial muito grande. Vai ser mais rápida a medida que muitos dos entraves que amarravam a liberdade dos empreendedores de fazer o que eles mais sabem a gente superou”, colocou Goelzer, apontando como a burocracia vinha afastando muitos investidores do Estado. “A retomada também vai ser mais sustentável no longo prazo, tanto em termos de finanças públicas quanto da abertura desses entraves.”

A transmissão, feita na página do Facebook da ACI, integra o Projeto Oportunidades para Crescer da entidade, que há anos vem promovendo palestras e capacitações aos associados e, neste ano, precisou se adaptar a realidade da pandemia. O convidado foi recepcionado pela vice-presidente de Administração e Finanças da associação, Lucia Elena da Motta Haas, e teve a apresentação do jornalista Leandro Utzig.

Deixe seu comentário