José Valmir D’Ávila, proprietário da Construtora JLV. Foto: Arquivo Jornal Ibiá

O empresário José Valmir D’Ávila se apresentou no Fórum de Montenegro nesta segunda-feira. O proprietário da empreiteira JLV havia sido preso no dia 9 de agosto do ano passado, na segunda fase da Operação Ibiaçá, sob a acusação de ameaças a testemunhas. Ele deixou a Penitenciária Modulada no dia 29 de dezembro, onde ficou por quase cinco meses, graças a um habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça. A decisão é do desembargador Diógenes Vicente Hassan Ribeiro.

José Valmir já havia sido preso na primeira fase da Operação, no dia 6 de junho. Durante o cumprimento de um mandado de busca, foi encontrada com ele grande quantidade de armamentos. Foram apreendidas 19 unidades, entre revólveres, pistolas, escopeta e até uma submetralhadora, além de farta munição.

A reportagem do Jornal Ibiá tentou contato com a defesa do empresário, mas ainda não teve êxito.

A Operação Ibiaçá foi desencadeada a partir de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. Os promotores descobriram que havia uma “organização criminosa” atuando na Prefeitura. Agentes públicos, secretários e assessores, em parceria com empreiteiras, teriam agido para fraudar diversas licitações, do transporte escolar a obras em creches e escolas.

Deixe seu comentário