Flávio Azeredo em foto tirado em sua propriedade, na Fortaleza, onde adora estar e receber seus amigos

O bailarino, professor e escritor Flávio Azeredo passou por momentos de tensão e risco junto com outras três pessoas na noite desse domingo, 26. Segundo o depoimento da vítima para a polícia, indivíduos armados chegaram pelos fundos de sua residência e renderam ele e as demais pessoas que lá estavam.

Um dos assaltantes portava uma espingarda e outro um revólver, que Flávio acredita tratar-se de uma arma calibre .38. A dupla perguntou se havia mais alguém dentro da casa e fez ameaças de morte ao grupo de vítimas, que se cumpriria caso estivessem mentindo.

Os bandidos fizeram os reféns entrarem no imóvel e deitarem lado a lado, de bruços, no chão da cozinha. Todos tiveram as mãos amarradas para trás. Na sequência, os meliantes pediram à Flávio a chave do automóvel que estava na garagem ao lado da casa.
Nervoso, o professor não encontrava as chaves. Enquanto isso, os bandidos aproveitaram para procurar a chave reserva e também para roubar objetos, como televisão, jóias, dinheiro e aparelhos celulares. A ação durou entre 40 minutos e uma hora.

Os bandidos também levaram uma caminhonete Mitsubishi L200 Triton cinza, com placas IWX-7016 de Montenegro, e um Chevrolet Onix, com placas IXU-6J87 de Triunfo. A Brigada Militar foi acionada e fez buscas pelos bandidos, mas não obteve êxito em achá-los. Conforme o delegado titular da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), e também da 1ª Delegacia de Polícia de Montenegro (1ª DP), André Rose, o caso está sob investigação.

Deixe seu comentário