A Zona Rural é um dos pilares da economia montenegrina, além de guardar muito conhecimento e história. Seu ano foi salvo principalmente pelo trabalho das mulheres e homens que seguiram enfrentando a velha luta por melhorias nas estradas. Essa é a grande mazela do Interior, além de outras que serão apontadas em seu Plano de Desenvolvimento Rural.

Até hoje Montenegro não possui este norteador de ações que independa de governos, e que defina as prioridades e focos do setor primário. O projeto alicerçado pela Unisc, Emater, Cetam, Sindicato dos Trabalhadores, Ecocitrus, Conselho Municipal e secretaria de Desenvolvimento Rural será concretizado em 2020.

Essa discussão confirma a mobilização do setor, que pode ser percebida também no protesto realizado na cerimônia de Abertura da Safra, e que certamente já resultou na conquista do subsídio ao CFO. E a esperança no Ano Novo é renovada, especialmente porquê a Emater seguirá na linha de frente com as Escolas de Campo como aglutinadoras e criativas.

Janeiro
Dia 21 – Agricultura Mais: Produção de cogumelos busca espaço no mercado: Está é apenas uma das reportagens que formaram uma série especial e inédita do Ibiá a respeito da força do campo em Montenegro. O trabalho do jornalista Denis Machado falou ainda da criação de ovelhas, búfalos, abelhas e demais culturas que sequer se sabia existirem no município.

Fevereiro
Dia 14 – Valor pago na bergamotinha verde ainda não agrada: Tema recorrente no período de ‘raleio’, antes do início da colheita de citros. A matéria informou que há anos o valor pago aos produtores pela bergamotinha verde não agrada. E 2019 começava com “nova safra, velhos problemas”. Valor da tonelada havia sido fixada em torno dos R$ 172,00.

Março
Dia 15 – O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montenegro precisou realizar nova eleição da diretoria, porque o pleito de 14 de dezembro de 2018 havia sido anulado pela Fetag (Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul) devido ao não cumprimento da chamada “regra dos jovens”. A formalidade confirmou a chapa única da presidente Maria Regina da Silveira e seu vice-presidente Alexandre Alff.

Abril
Dia 1ª – Moradores das localidades de Bom Jardim, Sobrado e Serra Velha abriram mão do seu descanso e dos afazeres da roça para realizar a manutenção da estrada que liga comunidades. Eles usaram suas ferramentas e veículos em um dos primeiros mutirões registrados, devido ao estado calamitoso das estradas do Interior. Abril, aliás, teve ainda notícias a respeito da Estrada do Morro Montenegro e a situação do trecho da BR-470 que passa pela Fortaleza.
Dia 16 – Um microônibus do transporte escolar municipal ficou preso quando um pontilhão quebrou na comunidade de Bom Jardim Baixo. A bordo estavam cinco estudantes, além do motorista, que não se feriram. A ponte de madeira e sem proteção lateral – na Estrada Recanto dos Carvalhos – era uma reivindicação antiga, devido ao estado precário, e havia passado por uma reforma dias antes.

Maio
Dia 24 – A tradicional cerimônia estadual de Abertura da Safra de Citros virou um grande protesto. Cansados de esperar pela Prefeitura, agricultores aproveitaram a presença de autoridades para pedir estradas melhores. Com seus tratores, implementos e caminhões estacionados na estrada entre Santos Reis e Vapor Velho, chamaram à atenção aos prejuízos ao setor. O prefeito Carlos Eduardo Müller, Kadu, deu a palavra aos cidadãos durante a cerimônia, e foi cobrado fortemente.

Junho
Dia 4 – O início da obra de recuperação da ERS-411 entre Montenegro, Brochier e Maratá era adiado novamente pela Construtora Giovanella. No dia 17 de maio, moradores haviam realizado um protesto trancando o trânsito na Costa da Serra. Já na manhã do sábado dia 11 de maio, os moradores Lairton Pilger, Gediel Griebeler, Elson Peiter e Valdeci Pacífico se uniram para arrumar o trecho próximo ao curtume.
Dia 5 – Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei que declara Montenegro Capital Estadual e Berço da Bergamota Montenegrina. A proposição do deputado Elton Weber (PSB) faz justiça ao principal produto agrícola do município e eterniza 69 anos de uma história de ligação com a natureza. Na XV Festa da Bergamota Montenegrina, dia 21, ele entregou uma placa de bronze aos descendentes do descobridor da fruta, João Edvino Derlam.
Dia 28 – Começava a luta da comunidade Volta do Anacleto para não ter seu acesso restrito. A construção do pedágio da Concessionária CCR Via Sul na BR-386 decretou o fechamento da Estrada Pedro Otto Ost. A questão é prevista em lei e foi parar no Judiciário. Em breve, a alternativa será somente a entrada pela Estrada Marcírio Souza Carpes (pelo Hotel Salton e antes da PRF).

Julho
Dia 18 – Em coletiva de imprensa, o secretário de Desenvolvimento Rural, Ari Müller, ao lado do prefeito Carlos Eduardo Müller, afirmou que havia cumprido o prazo de 60 dias para apresentar melhorias nas estradas, feito na Abertura da Safra. Imediatamente, cidadãos reagiram nas redes sociais divulgando locais de difícil acesso; sendo que ainda hoje contestam as melhorias.
Dia 21 – Uma contradição quanto às divisas de Montenegro, cortando propriedades ao meio e transformando moradores antigos em cidadãos de cidades vizinhas, causava transtornos na área rural. Basicamente, existe um novo mapa, elaborado por técnicos do Exército Brasileiro e enviado pelo IBGE à Prefeitura, que altera divisas. O assunto ainda não foi encerrado.
Dia 25 – O Ibiá trazia reportagem a respeito do empreendedorismo do casal William Derlam, 24 anos, e Isis Letícia Kochemborger, 25, com o Tele Berga Citrus Derlam, primeiro delivery da fruta no Vale. A notícia revelou que os jovens estão assumindo as propriedades com novas ideia; como o exemplo de Lucas Henrique Atkinson, 24, vencedor da mostra da Festa da Bergamota com a melhor fruta de 2019.

Agosto
Dia 27 – Agroindústrias familiares de Montenegro e região têm, novamente, espaço no Pavilhão da Agricultura Familiar da Expointer. Ao longo da Feira as rotas turísticas e projetos das Escolas do Campo de Montenegro também passaram por lá.
Dia 9 – A empresa contratada pelo Dnit iniciou melhorias na BR-470 nas localidades de Fortaleza e Passo da Pimenta, após um ano sem manutenção no trecho de chão batido. Um mês antes, o supervisor da Unidade São Leopoldo, Carlos Alberto Vieira, disse na Câmara de Vereadores que não havia dinheiro para uma obra mais completa e sugeriu que o Município assumisse a rodovia.

Setembro
Dia 9 – A empresa contratada pelo Dnit iniciou melhorias na BR-470 nas localidades de Fortaleza e Passo da Pimenta, após um ano sem manutenção no trecho de chão batido. Um mês antes, o supervisor da Unidade São Leopoldo, Carlos Alberto Vieira, disse na Câmara de Vereadores que não havia dinheiro para uma obra mais completa e sugeriu que o Município assumisse a rodovia.

Outubro
Dia 8 – A 2ª Feira de Agroindústria e Agricultura Familiar do Vale do Caí, na praça Rui Barbosa, revelou a qualidade dos alimentos produzidos na região. O evento da Emater, em parceria com prefeituras e patrocínio do Banco Cooperativa Sicredi, mostrou ainda que os pequenos estão organizados.

Novembro
Dia 12 – Iniciam as discussões para construção coletiva do Plano Municipal de Desenvolvimento Rural de Montenegro. A iniciativa coaduna com a definição no mesmo mês de um Selo de Identificação de Qualidade das frutas dos integrantes da Associação de Citricultores do Vale do Rio Caí, projeto com Emater e Sebrae.
Dia 26 – A Safra de Citros fechou com ótimos resultados em qualidade e quantidade. Foram cerca de 40.500 toneladas apenas de bergamotas em Montenegro. No Estado, foram 433.000 toneladas de bergamota, laranja e limão. Este desempenho justifica a conquista do apoio em dinheiro à emissão do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO). O financiamento por parte do Município foi uma das reivindicações do protesto em maio.

Próximas retrospectivas
Fique ligado! Nos próximos dias, ainda teremos as retrospectivas do esporte (sábado, 28), política (terça-feira, 31) e também da polícia (sexta-feira, 03 de janeiro). E, para fechar a série, publicaremos um checklist das expectativas de 2019 e as perspectivas para 2020.

Deixe seu comentário