Administração está realizando o recadastramento dos beneficiários Foto: Divulgação/Acom Montenegro

A distribuição de cestas básicas pela Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania sofreu interrupção nesta quarta-feira, 13. De acordo com a pasta, a ação ocorreu pois anteriormente as famílias recebiam um número maior de unidades do que tinham direito, e também devido a compra, pelo governo anterior, de uma quantidade inferior à média mensal que estava sendo distribuída.

Segundo o secretário Luís Fernando Ferreira, a situação deve ser normalizada após a primeira compra de mais 1.500 cestas básicas, no valor total de R$ 130.200,00. O fornecedor fará a entrega na próxima quarta-feira, 20. Além disso, a normalização do serviço depende também do recadastramento dos beneficiários, para coibir eventuais fraudes e o uso político dos alimentos. Esse processo, realizado por seis técnicos, está ocorrendo no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), mediante agendamento. “Esse pente fino deve resultar numa redução sensível do número de pessoas atendidas”, observa Ferreira.

Casos extremos serão avaliados e há possibilidade de encaminhamento das pessoas para outras entidades. Quem quiser colaborar com doações para a cobertura destes dias em que não haverá alimentos para entrega pode entrar em contato com o número 3632-9133.

Deixe seu comentário