Foto: Reprodução/Internet

Durante o Inverno é natural as pessoas desanimarem com os exercícios. Quando o exercício é ao ar livre, pior ainda. Entretanto, é importante continuar treinando e correndo ao ar livre, inclusive, o clima frio traz benefícios. Pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar a não perder o ritmo e prejudicar a performance até a chegada da próxima estação.

1. Foco

Um dos fatores mais prejudicados durante esta época é a motivação. No entanto, é mais fácil se manter disciplinado no Inverno, por conta de menos ocasiões especiais como no Verão, por exemplo. Então mantenha o foco nas metas e na alimentação correta.

2. Aquecimento

O nosso corpo leva mais tempo para se aquecer nesse período. Um treino sem aquecimento pode resultar em lesões, por isso, aumente o tempo dedicado para esse fator, principalmente no Inverno.

3. Movimento

Após o seu treino, continue se mexendo. O indicado é praticar um “cool down”, não forçando muito no final e parando de vez, podendo resultar em músculos enrijecidos.

4. Respiração

As temperaturas baixas fazem com que os canais dos brônquios se estreitem e também reduz a umidade das membranas muscosas. Durante o treino, irritação na garganta por conta do ar frio inalado pode ser um sinal para não treinar ao ar livre. Uma dica importante é respirar pelo nariz, aquecendo o ar para os pulmões. Abaixo de 15° graus não é recomendado se exercitar na rua.

5. Diurno

O treino durante o dia pode ser uma solução no Inverno. Os exercícios durante essas horas mais “quentinhas” ajuda também na produção de vitamina D.

6. Roupas

Ao finalizar seus exercícios, é importante não permanecer muito tempo com as roupas molhadas ou suadas. O sistema imunológico fica vulnerável após a exposição a baixas temperaturas, o que pode resultar em resfriados.

Deixe seu comentário