Seleção Brasileira quer confirmar sua ascensão na Copa diante dos mexicanos. Foto: Lucas Figueiredo / Divulgação CBF

Copa do Mundo. Seleção encara o México a partir das 11h desta segunda-feira para chegar às quartas de final

Após uma estreia sem inspiração, uma vitória no sufoco contra a Costa Rica e um novo triunfo – desta vez mais tranquilo – diante da Sérvia, a Seleção Brasileira chega confiante e motivada para os mata-matas da Copa do Mundo. Agora, faltam quatro partidas para o hexa, e o próximo passo deve ser dado hoje, em Samara. Às 11h desta segunda-feira, o Brasil enfrenta o México, pelas oitavas de final do mundial.

Quem vencer, avança para as quartas de final do torneio. Já quem for derrotado, arruma as malas e volta para casa. A fase eliminatória não permite erros e Tite e seus comandados sabem disso. Além dos treinamentos no campo, o treinador tem trabalhado bastante o aspecto psicológico da equipe brasileira. No último jogo, o Brasil soube “sofrer” e foi efetivo no ataque.

Para confirmar evolução na Copa e garantir vaga entre as oito melhores seleções da competição, a Seleção Brasileira vai encarar o México com Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luís, Casemiro, Paulinho, Coutinho, Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Mesmo recuperado de um espasmo na coluna, sofrido logo nos primeiros minutos do último jogo, Marcelo ainda não começará a partida. Também recuperado, Danilo é outro que ficará no banco.

O montenegrino Eduardo Oliveira acompanhou de perto os dois últimos jogos do Brasil na fase de grupos, mas já deixou a Rússia. Confiante na classificação, o torcedor vê apenas duas equipes que podem ameaçar o título verde e amarelo. “O clima que vivenciamos nessa semana que passamos na Rússia é parecido com o Carnaval do Rio de Janeiro. Os torcedores respeitam muito o Brasil. Acho que Espanha e França são duas seleções perigosas”, comenta. Destas, apenas a França segue na competição. A Espanha foi eliminada no domingo ao perder nos pênaltis para a Rússia.

Eduardo Oliveira (à esquerda) acompanhou de perto as vitórias do Brasil contra Costa Rica e Sérvia.Foto: arquivo pessoal Eduardo Oliveira

Adversário do Brasil hoje, a equipe mexicana avançou como vice-líder do grupo F, com duas vitórias e uma derrota. Um dos triunfos, inclusive, surpreendeu a todos. Logo na estreia, o México fez 1 a 0 na atual campeã Alemanha, que na última quarta-feira foi eliminada precocemente da Copa ao perder para a Coreia do Sul. A outra vitória dos mexicanos na competição foi na segunda rodada: 2 a 1 sobre a Coreia. No encerramento da primeira fase, os mexicanos foram goleados pela Suécia por 3 a 0.

Brasil e México se enfrentaram quatro vezes em Copas. O retrospecto verde e amarelo é bastante favorável. São três vitórias brasileiras e um empate. Os mexicanos sequer balançaram as redes do Brasil nesses quatro encontros. Na Copa do Mundo de 1950, a Seleção Brasileira goleou por 4 a 0. Em 1954, o placar foi ainda mais elástico para o Brasil: 5 a 0. Oito anos mais tarde, o esquadrão brasileiro derrotou os mexicanos por 2 a 0. Mais recentemente, em 2014, as duas seleções empataram sem gols.

Confronto decisivo altera horário de alguns serviços
A partida da Seleção Brasileira contra o México desta segunda-feira fará com que alguns serviços modifiquem seus horários. Por exemplo, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recomendou que os bancos funcionem das 8h30min às 10h30min e das 14h às 16h. Os bancos Banrisul, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander, Itaú e Banco do Brasil foram consultados pela reportagem e afirmaram que seguirão a recomendação. Para pagamento de contas e operações bancárias, os clientes poderão utilizar caixas eletrônicos, internet banking e aplicativo do banco pelo celular (mobile banking). Já o Fórum de Montenegro funcionará das 14h às 19h.

Akinfeev defendeu dois pênaltis e colocou a anfitriã nas quartas de final. FOTO: Divulgação/Fifa

Em decreto assinado por Sartori, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) definiu que, nos casos das escolas estaduais, as direções terão, para o jogo desta segunda-feira, e também para os dias 6 e 10 de julho, caso a Seleção Brasileira siga na competição, autonomia para definir sobre o funcionamento – as que optarem por dispensa dos alunos terão de repor aulas posteriormente, durante o ano letivo. A medida vale para toda a rede estadual.

A Prefeitura de Montenegro seguirá seu horário normal de atendimento durante a partida da Seleção Brasileira.

Dois confrontos das quartas de final já estão definidos
França contra Uruguai e Rússia versus Croácia, esses são os confrontos das quartas de final que foram definidos durante o final de semana. Em jogos emocionantes, o sábado foi dos atacantes e o domingo foi dos goleiros na Copa do Mundo.

Sábado, França e Argentina fizeram um duelo que teve como grande destaque Mbappé, de 19 anos. O camisa 10 francês sofreu um pênalti e marcou dois gols na vitória francesa por 4 a 3. A França saiu na frente em pênalti convertido por Griezmann. No final do primeiro tempo, Di María empatou num belo chute de fora da área.

Aos três minutos da segunda etapa, Mercado desviou chute de Messi e virou para os argentinos. Porém, a felicidade dos “hermanos” durou pouco. Em 11 minutos, Pavard – num dos mais belos gols da Copa até o momento – e Mbappé, duas vezes, colocaram a França novamente em vantagem: 4 a 2. Já nos acréscimos, Agüero fez o terceiro gol argentino.

No duelo entre Portugal e Uruguai, foi a estrela de Cavani que brilhou. O uruguaio abriu o placar aos sete minutos de jogo ao completar de cabeça cruzamento de Suárez. Portugal empatou com Pepe, aos 10 minutos da segunda etapa. Porém, com muita classe, Cavani voltou a colocar o Uruguai na frente aos 17 minutos do segundo tempo e garantiu a classificação da equipe do maestro Óscar Tabárez.

No primeiro jogo do domingo, Espanha e Rússia ficaram iguais até a disputa na marca da cal. Os espanhóis saíram na frente com um gol contra de Ignashevich. Porém, aos 41 minutos, Dzyuba colocou o 1 a 1 no placar em cobrança de pênalti cometido por Piqué. O resultado se manteve até o fim dos 90 minutos e também durante os 30 da prorrogação. Nos pênaltis, Akinfeev defendeu as cobranças de Koke e Iago Aspas e garantiu a classificação russa para a próxima fase.

O duelo que definiu quem pegará a anfitriã desta Copa do Mundo também foi definido nos pênaltis. O jogo entre Croácia e Dinamarca começou movimentado. Com um minuto de jogo, os dinamarqueses abriram o placar com Mathias Jørgensen. Três minutos depois, Mandžukić empatou. No segundo tempo da prorrogação Schmeichel defendeu uma cobrança de pênalti de Modrić. Nas penalidades, Schmeichel parou as cobranças de Badelj e Pivarić. Porém, Subašić foi ainda melhor e defendeu os chutes de Eriksen, Schöne e Nicolai Jørgensen para garantir a vaga da Croácia nas quartas de final.

Deixe seu comentário