Foto: arquivo IPM

Detentos do regime semiaberto do Instituto Penal de Montenegro (IPM) prestaram trabalho voluntário no Instituto Geral de Perícias da Cidade – instalado junto prédio da 1ª Delegacia de Polícia. Com material doado pela Administração Municipal, os apenados construíram uma rampa de acesso para facilitar a entrada de portadores de necessidades especiais no prédio.

Segundo o diretor do Instituto Penal, Nairo Resta Ferreira, a iniciativa surgiu durante uma conversa informal com o coordenador do Posto, Josué Luis Kuhn, que relatou os problemas enfrentados pela falta de acessibilidade ao local. “Não tinha rampa, fomos lá e fizemos. Problema resolvido de forma rápida e com trabalho voluntário”, sublinha Nairo.

Essa não é a primeira contribuição do IPM para tornar possível os atendimentos no IGP. A mão de obra dos apenados também foi usada na instalação elétrica do posto.

 

Deixe seu comentário