Abertura do evento contou com apresentações musicais de artistas da Fundação Municipal de Arte

Cultura. Gabinete da Secretaria esteve na cidade nessa sexta-feira, 26

Ao som de músicas intimistas tocadas no piano, a 2ª Interiorização Secretaria Estadual da Cultura (Sedac), teve sua abertura oficial nessa sexta-feira, 26, na Fundarte. O projeto busca descentralizar as ações da Secretaria, promover capacitações e apresentar o plano de cultura para a população gaúcha.

O dia foi para exaltar a cultura e planejar o futuro das artes no Estado, e claro que apresentações artísticas não poderiam ficar de fora. Desde a chegada, os hinos tocados e cantados, até orecital dos grupos Camerata Montenegro e do Grupo de Choro da Fundarte, os presentes puderam experimentar uma experiência única do que Montenegro e seus filhos são capazes.

Delegados regionais foram eleitos no final da plenária

Durante o dia, a secretária Estadual da Cultura, Beatriz Araujo, recebeu prefeitos e dirigentes culturais da região em uma ação de interiorização da Sedac. Além disso, também ocorreu a Plenária do Colegiado Setorial da Música RS. No encontro participaram instituições públicas e privadas, bem como agentes e lideranças do campo da música, representando as nove regiões do RS.

A programação da plenária contou com três painéis: “Música como ferramenta de cidadania: os diversos papéis que o segmento pode desempenhar”; “Música e Tecnologia”, e “Música como transformação de vida”. Cerca de 50 pessoas foram responsáveis por escolher oito nomes para atuarem como delegados regionais, sendo responsáveis, entre outras atribuições, por elencar políticas públicas para a área.

Em sua fala, a secretária Beatriz Araujo, afirmou que a Sedac está trabalhando e dialogando com todos os setores e cidades do Estado para buscar melhorias na cultura para o povo, e ainda destacou estar impressionada com a cidade. “Estar em Montenegro, na cidade das artes e aqui na Fundarte é emocionante, ver de perto o que eu ouvia falar daqui é esplêndido”, comenta.

Também presente no evento a diretora do Instituto de Música do Rio Grande do Sul, Cida Pimentel, disse estar aprendendo com a Fundarte, e que só quer o melhor para boas idéias como essa. “Esta interiorização está sendo bárbara, é uma das coisas mais bacanas que aconteceu nesse Estado”, fala Cida.

A diretora de Artes e Economia Criativa do Rio Grande do Sul, Ana Luisa Fagundes, enfatiza sobre o gabinete ser o Governo do Estado e não a prefeitura de Porto Alegre. “Montenegro não podia ficar de fora dessa interiorização, é nossa obrigação como Estado, sair da Capital e ir para o interior levando informação e debate até as cidades”, relata Ana. Ela ainda ressalta que o projeto busca contribuir para o fomento e desenvolvimento da cultura e economia criativa no interior.

A comitiva foi muito exaltada pelo Prefeito, Kadu Müller, que disse ser um prazer Montenegro ser escolhido e reconhecido. “Mais uma vez isso mostra que Montenegro está no mapa, têm potencial e tudo pra mostrar o que tem de bom, e reforçar cada vez mais que Montenegro é a cidade das artes”, fala Kadu.

Deixe seu comentário