Foto: Arquivo JI

A delegada Sandra Mara Guaglianoni Neto deve chegar, em breve, a Montenegro para reforçar o quadro de delegados da Delegacia de Polícia Regional. Conforme o delegado regional Marcelo Farias Pereira, Sandra será lotada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro.

Em 2017, a delegada autuou no atendimento regional feito na DPPA e no projeto de Mediação de Conflitos. Nos últimos anos, passou um período na Capital Federal, e ao retornar ao Rio Grande do Sul, integrou a equipe da Divisão de Planejamento e Coordenação (DIPLANCO), da Polícia Civil.

Estudiosa da área jurídica

Sandra Mara Guaglianoni Neto é graduada em Direito pelo Centro Universitário Ritter dos Reis, em 1996. É mestranda em Ciências Jurídicas pela Universidade Autônoma de Lisboa/Portugal.

Na área profissional, ingressou no serviço público na UFRGS, onde trabalhou por dez anos no setor administrativo de licitações e contratos. Depois, atuou no Ministério Público, onde foi designada a Frederico Westphalen e Sapiranga. Em Novo Hamburgo, trabalhou pela promotoria criminal e na área de improbidade administrativa.

Atuou na Promotoria do Estado, como assessora jurídica, cobrindo o Vale do Caí, Gramado, Canela e São Francisco de Paula. Desenvolveu a função nas instituições em que se verifica a necessidade de cooperação entre o Estado e a Polícia Civil. E, antes de vir para Montenegro, em 2017, Sandra foi delegada da Polícia Civil em Rio Grande.

 

Estado formou 55 novos delegados

Nessa quarta-feira, dia 2, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul celebrou a formatura de 55 novos delegados de polícia. Desde 2014 novos delegados não ingressavam no Estado. O ingresso de novos delegados amplia os quadros de servidores e possibilita remanejamentos, em várias regiões do Estado.

A nova turma de delegados é composta por homens e mulheres com idades entre 27 e 45 anos, sendo 29 do Rio Grande do Sul. Os demais são do Rio de Janeiro (5), Santa Catarina (5); Paraná (3), Minas Gerais (2), Rio Grande do Norte (2), Distrito Federal (2), Bahia (1), Ceará (1), Espírito Santo (1), Piauí (1), Pernambuco (1), Rondônia (1) e São Paulo (1).

Ainda neste ano, a Acadepol formará 129 escrivães e 132 inspetores. Também estão em formação 876 soldados da Brigada Militar, 84 bombeiros militares e 71 servidores (peritos médico-legistas, técnicos em perícias e peritos criminais) do Instituto-Geral de Perícia.

Deixe seu comentário