Representantes da Defesa Civil da região metropolitana vieram a Montenegro na tarde desta sexta-feira, 26,  verificar os prejuízos causados pelo temporal que atingiu a cidade na quinta-feira, 25. Após análise dos estragos a Administração Municipal deve decidir se irá ou não decretar situação de Emergência.

O  coordenador regional da Defesa Civil, tenente Coronel Adriano Zanini,  esteve no Palácio Rio Braco, onde se reuniu com o vice-prefeito Cristiano Braatz, com o secretário de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania, Luis Fernando Ferreira, e com o coordenador local da Defesa Civil, Carlos Ferrão. Logo em seguida, Zanini e sua equipe foram até o bairro Aeroclube, um dos mais atingidos pelo temporal, para conferir a situação in loco.“Viemos fazer uma avaliação para saber se há ou não necessidade de decretar situação de Emergência no município. Estamos avaliando os danos, com auxílio de drone, através de registro fotográfico. Vamos verificar a quantidade de pessoas que foram atingidas e quantas dessas famílias se encontram em situação de vulnerabilidade social”, explica o tenente.

O decreto de Emergência permite a Prefeitura dispensa de licitação para compra de materiais – neste caso, cerca de 1.500 unidades de telhas. O material é para atender famílias em situação comprovada de vulnerabilidade social e para uso exclusivo em residências.

Contudo, a Administração Municipal ainda não definiu se irá decretar Emergência. A decisão poderá ocorrer ao longo do final de semana.

Conforme o secretário Luis Fernando, no bairro Aeroclube 85 casas tiveram danos provocados pelo vento, seis telhados tiveram perda total. Outros pontos da cidade também sofreram com a ação do temporal, entre eles estão o Estação, Santo Antônio, Ferroviário e a Travessa Steigleder, no Cinco de Maio.

O coordenador da Defesa Civil de Montenegro, Carlos Ferrão, relata que 20 famílias tiveram de deixar suas casas e se abrigar em residências de familiares. A DC distribuiu dois mil metros quadrados de lonas para os atingidos. Além disso, o Ginásio Esportivo do bairro Cinco de Maio foi preparado para receber quem necessitasse de abrigo, mas não houve procura.

A secretaria de Habitação e a Defesa Civil se colocam a disposição para auxiliar os moradores que ainda não tenham solicitado ajuda. Qualquer necessidade pode ser encaminhada pelos telefones 51 99459 4755 ou 51 99616 0163.

O secretário Luis Fernando pede para que pessoas e empresas que possam doar telhas, procurem a Prefeitura pelos telefones 51 99459 4755 ou 51 99616 0163.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário