Foto: Divulgação Internet

Aqui no Sul o hábito de tomar o famoso chimarrão é comum entra a grande maioria das pessoas, e com isso o argentino Pablo Damián Gallego criou uma cuia com conexão USB que, ligada à energia elétrica, sobe sua temperatura interior para 60ºC. O aquecimento do recipiente impediria o choque térmico entre água quente e erva fria, processo que deixa o mate sem gosto com o passar do tempo.

O objetivo do “Mate Elétrico” é acabar com a necessidade de trocar a erva de tempos em tempos para seguir tomando o amargo sem alterações no gosto. A ideia é que a mesma cuia, com a mesma erva-mate dentro, dure um dia inteiro, fazendo com que o mesmo chimarrão apreciado pela manhã, ainda possa ser servido pela tarde.

O “Mate Elétrico” é vendido em duas versões, a primeira onde a cuia com entrada para cabo ou conjunto de cuia + base de carregamento sem fio. A base também pode carregar aparelhos celulares que contam com o mesmo recurso. A cuia é encontrada nas cores branca e preta, e pode ter até indicadores de funcionamento em LED que dão o acabamento estético no porongo digital. Os preços variam entre 699 pesos argentinos (o equivalente a R$ 71) e 2.699 pesos (cerca de R$ 274), e a invenção pode ser comprada via loja virtual.

Deixe seu comentário