FOTO: ACOM/CÂMARA DE VEREADORES

Encerrado o recesso parlamentar na Câmara Municipal de Vereadores, a CPI do Loteamento Bela Vista – Comissão que investiga as irregularidades na construção das casas do loteamento no bairro Estação – deu mais um passo. Na manhã desta sexta-feira, dia 1º, foi a vez do ex-diretor de Habitação, Dorivaldo da Silva – o Dorinho – prestar esclarecimentos aos vereadores.

Ocupando o cargo na época das obras, Dorinho se limitou a responder as perguntas de forma curta. Disse que, enquanto diretor, sua atividade era cuidar dos 10 apenados e do pedreiro da Prefeitura que trabalhavam na construção dos alicerces das casas do Bela Vista. “Eu pegava eles no albergue e passava o dia inteiro trabalhando”, colocou. Ele contou ainda que, quando chegou à secretaria, a obra já estava em andamento e mais de três casas já haviam sido construídas.

Dorinho garantiu que a vistoria das construções – a maioria entregue aos moradores com diversos defeitos e faltando acabamentos – era realizada por uma arquiteta e disse que não fez parte da entrega das casas. “Em dois anos, não participei mais do que duas reuniões tratando deste assunto”, falou. Ele disse ainda que todos os documentos que assinou envolvendo o loteamento foi por ordem de superiores.

A afirmação é uma resposta direta ao depoimento dado pela ex-secretária municipal de Habitação, Leone Kaiser Bozzeto, ao ser chamada pela CPI. Na Câmara em dezembro, Leone apresentou um documento – o Termo de Entrega de Unidades Habitacionais do Programa de Subsídio Habitacional (PSH) – que foi assinado por Dorinho sem que o campo que deveria se referir ao lote supostamente entregue estivesse preenchido. O documento data de 19 de maio de 2011 e, segundo os vereadores, foi um tipo de “cheque em branco” dado à construtora pelo Município.

Ao depor na CPI – ainda antes da ex secretária -, o prefeito da época, Percival de Oliveira, disse que não lembrava de ter recebido, em nome do Município, casas e terrenos no loteamento. Ele afirmou que esta tarefa, assim como o repasse aos moradores, cabia a secretária Leone, mas admitiu que, por ter sido vítima de um AVC, suas lembranças do passado ficaram prejudicadas.

Relatório final
A relatora da CPI, vereadora Josi Paz, pretende apresentar até o dia 19 deste mês o relatório final para os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito. Josi terá muito trabalho nos próximos dias, visto que são centenas de páginas, documentos e depoimentos que precisam ser analisados. Esse relatório vai virar um Projeto de Resolução que posteriormente será apreciado no Plenário Edgar Oliveira.

Deixe seu comentário