Obra visa possibilitar tratamento do lodo antes de sua devolução ao ambiente FOTO: Prefeitura de São Sebastião do Caí

Recurso será utilizado na construção de uma estrutura para tratamento de lodo

A Estação de Tratamento de Água (ETA) de São Sebastião do Caí da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) receberá um investimento de R$ 4,7 milhões. O valor foi confirmado na quarta-feira, dia 18, quando foram assinadas as ordem de início das obras de abastecimento de água e do sistema de esgotamento sanitário da cidade do Vale do Caí e de outros seis Municípios. Também serão beneficiadas Farroupilha, Ijuí, Rio Grande, São Borja, Santo Ângelo e Tramandaí. Ao todo, serão investidos R$ 72,2 milhões nas obras.

Em São Sebastião do Caí, o valor será utilizado no tratamento do lodo resultante da operação da ETA que beneficia a população local. Ao realizar o tratamento de água na estação, resta um lodo que será tratado na estrutura a ser construída antes de ser devolvido ao ambiente. O prazo de conclusão da obra é de 24 meses.

As assinaturas dos contratos ocorreram em solenidade na sede da Corsan, em Porto Alegre, com a presença do governador Eduardo Leite; do presidente da Corsan, Roberto Barbutti; do prefeito caiense Clóvis Duarte e autoridades dos demais Municípios atendidos. “Investimentos em infraestrutura ajudam a promover cuidado com o ambiente. Além disso, obras de saneamento geram empregos e renda, ajudando a movimentar a economia”, disse o governador Eduardo Leite, depois de assinar a ordem de início das obras.

“A Corsan precisa prestar um serviço de qualidade, uma vez que quem paga as contas e permite que tenhamos a capacidade de crescer são os nossos clientes e consumidores. Assumimos o compromisso de entregar as obras dentro do prazo e com a mais alta qualidade”, garantiu o presidente da empresa, Roberto Barbutti.

Deixe seu comentário