Em sessão ordinária, quinta-feira, 18, a Câmara de Vereadores de Montenegro aprovou que o Município contrate, em regime temporário, novos funcionários para a equipe do Cadastro Único. Serão três entrevistadores, contratados mediante processo seletivo simplificado; e um assistente social, chamado pela lista de classificados no concurso público de 2019. O prazo de contratação é de doze meses; prorrogável por mais doze. A despesa com pessoal, segundo a Administração Municipal, será paga pelos repasses do governo federal ao setor.

Ao pedir a autorização do Legislativo, o prefeito Gustavo Zanatta apontou que, atualmente, o Cadastro Único atende cerca de 5 mil famílias; número que vem crescendo em função da crise gerada pela pandemia. A equipe atual, porém, segue contando com um assistente administrativo, uma entrevistadora e uma estagiária. “Tem trazido transtornos para a população que busca os serviços, pois esse quadro de pessoal é insuficiente frente a atual demanda, gerando uma fila de espera de aproximadamente um mês”, traz o prefeito. Por ali, passa o cadastro que garante acesso a Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada, cestas básicas, Auxílio Funeral, dentre outros programas sociais.

Zanatta adiciona que há uma obrigação legal de ter 20% dos cadastros feitos através de busca ativa; com visitas domiciliares que demandam o acompanhamento de assistente social. As melhorias no atendimento, com a ampliação da equipe, também devem implicar em aumento no Índice de Gestão Descentralizada para os Municípios (IGD-M) de Montenegro; que define repasses de verbas ao Município.

Deixe seu comentário