Na Walter Belian, um dos locais onde foram aplicados os testes, a movimentação foi intensa

Na busca por um emprego com mais estabilidade, milhares candidatos prestaram o concurso da Prefeitura de Montenegro neste domingo, 24. No total, 4.623 candidatos se inscreveram para os testes, com cargos em 17 categorias profissionais, principalmente, nas áreas da Saúde e da Educação.

Durante a manhã, os portões abriram às 8h30h. Já no período da tarde, os candidatos tiveram que esperar até as 14h para entrar no local de prova, distribuídos entre as escolas Cinco de Maio, Ivo Bühler (CIEP), Walter Belian, José Pedro Steiglede

Na disputa por uma vaga de assistente escolar, Camila Mello está otimista por uma boa colocação

r, São José, Paulo Ribeiro Campos (Polivalente), Delfina Dias Ferraz e a Fundarte.

Na escola Walter Belian, a candidata Camila Mello, 28, esperava ansiosa pelo início do teste. Ela disputa uma das duas vagas de assistente de escola, para as quais foi exigido apenas Ensino Médio completo e o salário inicial é de R$ 1.955,03. Essas são algumas das vagas mais concorridas, já que teve 1.421 inscritos. “Como trabalho o dia todo, não tive tanto tempo para estudar, mas estou confiante por atuar nessa área há seis anos”, disse a montenegrina, otimista por uma boa colocação.

Enquanto aguardava o início da prova, o barbeiro Carlos Klaus, 38, se distraía mexendo no celular. “É uma forma de aliviar a tensão”, justificou o candidato, revelando que teve uma ajuda extra para se sair bem na prova. “Esse não é meu primeiro concurso, então já consegui obter um pouco de experiência, mas com certeza a ajuda da minha esposa, que é concursada e já passou em algumas seleções, foi fundamental”, disse Klaus.

Carlos Klaus contou com a ajuda da esposa durante a preparação

As provas tiveram quarenta questões de múltipla escolha, com cinco alternativas de resposta. Dessas, são dez de conhecimentos específicos do cargo, dez de Língua Portuguesa, dez de Raciocínio Lógico e dez de Legislação.

Deixe seu comentário