Projeto vai dar prêmios e, com isso, pretende intensificar o movimento de vendas

Viabilidade do projeto ainda depende da adesão de mais empresas

A campanha Compra Premiada terá o período de adesões estendido até o dia 12 de abril. O objetivo dos organizadores – a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sindilojas Montenegro – é aumentar o número de empresas participantes, unindo os empresários e fomentando as vendas no comércio montenegrino. “Se não tivermos o número necessário de adesões para viabilizar a campanha, teremos que cancelar, mas temos certeza que mais comerciantes farão a adesão nos próximos dias. Por isso, prorrogamos a data limite”, desafia o presidente da CDL, Tiago Feron.

O Compra Premiada foi apresentado oficialmente ao empresariado em uma reunião no Cine + Arte Tanópolis no mês passado. Ele quer trazer de volta as antigas campanhas de prêmios da cidade, onde cada R$ 50,00 em itens comprados dará direito a um cupom de participação em sorteios de vale-compras durante datas comemorativas em todo ano. Em cada sorteio, o montante premiado em vale-compras chegará aos R$ 3.750,00. No natal, um prêmio ainda maior: um carro Gol 1.0 modelo 2019.

Antonio Carlos Motta classifica a campanha como “espetacular”

Um representante das entidades organizadoras está passando nas lojas neste mês para explicar o projeto e acertar as adesões. O prazo, para isso, terminaria nesta semana, mas a ideia, de acordo com o presidente da CDL, é esticar esse prazo para que mais visitas sejam feitas. Quem se interessar antes de receber o representante também pode ligar direto na Câmara, pelo telefone (51) 3632-1464 e solicitar a adesão.

Dentre os empresários que já integram o projeto, a expectativa é grande para o início da campanha, visto que o primeiro sorteio já deve ocorrer neste Dia das Mães, em maio. “Eu vi uma perspectiva muito grande de alavancar o comércio aqui da cidade em relação aos sorteios e a própria união do empresariado local”, destaca o empresário Juliano da Costa, da loja Magazine Costa. Ele aponta que o Compra Premiada deve aumentar as vendas feitas em Montenegro, girando o ciclo da economia com maior geração de empregos e retorno dos impostos que são revertidos em serviços pela cidade.

 

Paulo Vitor Menezes Ingracio foi um dos primeiros a fazer a adesão

Antônio Carlos Motta de Almeida, da Genifer Sports, classifica a iniciativa como “espetacular”. “O comércio de Montenegro é uma espécie de centro de compras da microrregião e já deveríamos ter potencializado esta e outras ações há muito mais tempo”, coloca. Na avaliação do comerciante, o sucesso do Compra Premiada deve vir a incentivar a criação de novos projetos do tipo, sempre com o melhor interesse dos montenegrinos em mente.

O empresário Paulo Vitor Menezes Ingracio, da Mesclata, adiciona que municípios vizinhos como Salvador do Sul e São Sebastião do Caí tem projetos do tipo há anos e, com bons resultados, o que deve ser replicado em Montenegro. “Para o comércio todo, é muito importante. Com esse sistema de prêmios, é bom para os dois lados. O cliente fica na expectativa de ganhar um prêmio e, ao mesmo tempo, o lojista tem a oportunidade de vender um pouco mais”, ressalta. O comerciante espera que, principalmente nos períodos do ano em que as vendas apresentam baixas, o Compra Premiada aja como um incentivador às compras.

Deixe seu comentário