Dona Tânia junto com o filho Eduardo, o seu futuro professor. FOTO: arquivo pessoal Tânia Barreto

Dona Tânia realizará o sonho de aprender espanhol com a ajuda do filho

Dona Tânia Regina Filippsen Barreto, de 68 anos, viverá uma experiência diferente a partir do final deste mês. Ela decidiu aprender um novo idioma, mas não é só essa a novidade. Quem será o seu professor é o filho, Eduardo Barreto, que leciona no curso de espanhol do Senac Montenegro.

A vontade de aprender a nova língua já era antiga, surgiu após algumas viagens que dona Tânia realizou por países da América do Sul. “Eu sempre gostei de espanhol, sempre admirei esta língua, mas nunca tive a oportunidade de aprender. Na minha época de escola a gente aprendia só inglês. Já tive a oportunidade de conhecer uma parte do Uruguai e uma parte da Argentina e lá eu me apaixonei por esse idioma”, afirma dona Tânia.

Ela conta que na época que o filho fez o curso de espanhol foi uma grande incentivadora, mas nunca imaginou que um dia poderia ser uma de suas alunas. “Quando eu fui fazer a matrícula, antes de fazer eu comentei com ele e ele me incentivou muito. Mas até então nunca tinha me passado pela cabeça que um dia seria aluna do meu próprio filho”, destaca.

Agora, com os papeis invertidos, chegou a hora de Eduardo retribuir o carinho e a educação recebida para a mãe, na língua que tanto admiram: o Espanhol. “O Eduardo está encarando muito bem. Como filho e mãe vai ser inédito, mas ele já foi professor da irmã durante três anos e foi uma experiência que deu certo, então acredito que a nossa também vai dar certo”, relata.

Com a ajuda do filho, dona Tânia quer aprender a nova língua para realizar um sonho antigo, viajar e conhecer os países da América do Sul. “Acredito que a vida também seja feita de sonhos e eu sonho em conhecer a América do Sul falando espanhol”, afirma. Dona Tânia conta que já chegou a hospedar em sua casa quatro estudantes colombianas que vieram para o Brasil fazer um intercâmbio, e que isso também a motivou a querer aprender mais o idioma espanhol. “Foi uma experiência muito boa e até hoje tenho contato com as minhas amigas colombianas através da internet”, relata.

A previsão é que as aulas iniciem no final do mês de maio, inicialmente de forma online e posteriormente presencial. “A expectativa é imensa, é algo inesperado e faz muito tempo que eu não frequento uma sala de aula. Acredito que eu vou ser muito cobrada, o meu filho é muito exigente e gosta de fazer as coisas bem feitas. Então eu vou ter que me puxar bastante para acompanhar, mas vai ser um desafio que vamos encarar juntos”, destaca dona Tânia.

Deixe seu comentário